terça-feira, 22 de agosto de 2017

Nuvem apocalíptica que apareceu no Brasil comentada internacionalmente !

nuvem apocalíptica
Sim, eu sei … se fosse realmente “apocalíptica”, por que estamos lendo aqui sobre isso? Essa é uma boa pergunta – uma das muitas que tentamos responder quando olhamos para uma nuvem que apareceu recentemente sobre o Brasil, que parecia bastante sinistra para os brasileiros e “apocalíptica” para os escritores de manchetes.

A nuvem misteriosa apareceu na noite de 17 de agosto sobre Teixeira de Freitas, localizada no sul do estado da Bahia, na costa atlântica brasileira…

O principal testemunho da misteriosa nuvem foi João Paulo Magalhães, que diz que a capturou em vídeo às 17h no bairro de Santa Cruz de Teixeira de Freitas. Ele postou no Facebook e deu esta descrição:

Realmente parecia a entrada de um meteorito ou algo assim. Eu também tive medo, achamos que seria um tornado.

“Nós”, mencionado aqui, é ele e as outras pessoas que estavam com ele no posto de gasolina onde ele viu o fenômeno. Magalhães aparentemente não era a única testemunha a gravar a nuvem com o telefone, pois outras imagens logo apareceram na Internet. Os relatos com as fotos diziam que a nuvem ameaçadora se dissipou após cerca de cinco minutos – reduzindo medos e especulações crescentes, especialmente com o eclipse total do Sol a apenas quatro dias de distância – mesmo que não se veria no Brasil … sem sentido desperdiçar uma boa oportunidade para conectar pontos remotos. Isso é o que muitos meios de comunicação fizeram com suas manchetes “apocalípticas”.

Pessoas com cabeças mais frias – ou seja, meteorologistas que têm suas cabeças nas nuvens como parte de seu trabalho – olharam as fotos e proclamaram o fenômeno como sendo apenas uma “nuvem de poeira”
Uma nuvem de poeira. Vamos em frente. Nada apocalíptico para ser visto aqui. Bem, isso é um alívio. Ou é?

Ninguém deu nenhuma explicação para o que causou a “nuvem de poeira”. As nuvens de poeira não são eventos meteorológicos normais… …Teixeira de Freitas tem uma economia crescente de eucalipto que é controversa porque a planta não-nativa é um grande consumidor de água, mas apresenta ironicamente um grande risco de incêndio porque o óleo de eucalipto é altamente inflamável. Seria essa “nuvem de poeira” o resultado de um incêndio ou condições secas que aqueles possivelmente responsáveis ​​(agronegócios e fábricas) queriam que fosse ocultado?

Os moradores da Teixeira de Freitas devem exigir mais respostas sobre esta “nuvem de poeira”. Ignorar o impacto das empresas na ecologia do Brasil é um verdadeiro apocalipse.


Fonte: http://ovnihoje.com/2017/08/22/nuvem-apocaliptica-no-brasil/


LinkWithin

´ Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...