sábado, 31 de dezembro de 2011

Boas Entradas

Este ano está a partir...

Entremos todos da melhor forma possivel neste ano que está quase a começar,e no coração de cada um de nós entre também mais,paz,solidariedade,amor,crença,tolerância...Que nos inspire e ilumine para um ano e um futuro cada vez melhor em coexistência entre todos.


FELIZ 2012 PARA TODOS

Irã planeja semear minas no Esteito de Órmuz e vizinhanças, e põe OTAN e EUA em alerta

As forças tarefa dos EUA e da OTAN no Golfo Pérsico foram colocados em alerta máximo hoje depois que a inteligência dos EUA advertiu que a Guarda Revolucionária do Irã com seus comandos navais estão se preparando para semear minas no estratégico Estreito de Ormuz.

Segundo o relatório DEBKAfile cintando fontes militares, os EUA destacaram uma Força Tarefa Combinada USS 52 (CTF 52), que é treinada e equipada para o desmantelamento de minas marinhas e a OTAN o Grupo Mina Maritime (SNMCMG2). O grupo americano é liderado pela mina Arden o navio USS contramedidas; da OTAN pela minesweeper britânico HMS e Pembroke.

Outras embarcações das forças tarefa são os Caça-class destroyer HMS Middleton e os franceses os navios de guera anti- mina FS Croix du Sud e FS Var.Também estão prontas várias unidades de combate dos EUA a Expedicionária Readiness da Quinta Frotados EUA com comando no Bahrain. Dezessete dessas unidades navais especiais estão ligadas à Quinta Frota dos Estados Unidos como resposta à Marinha iraniana a barcos de assalto rápidos e outras unidades marinhas.

Fontes militares dos EUA disseram a DEBKAfile quarta-feira, 28 de dezembro, que os Estados Unidos tem as contramedidas para dragagem da hidrovia de minas e tornando-a segura para a passagem marítima o mais tardar após uma interrupção de 24-48 horas.Ao mesmo tempo, as autoridades militares e navais em Washington estão levando a sério as ameaças de Terrão e que tome as devidas providências.Eles não aceitam a proposição avançada por vários especialistas norte-americanos e analistas de que o Irã nunca iria fechar o estreito de Hormuz, no entanto, que um terço do petróleo do mundo passa por alí , porque, então, engarrafar as suas exportações de energia própria. Os funcionários, de acordo com nossas fontes, acreditam que Teerã espera que as minas na hidrovia va explodir quando petroleiros e outros navios passarem pela região. Não têm que ser fechados hermeticamente mas pôr em perigo o transporte internacional, apenas algumas minas aqui e ali e uma explosão seria suficiente para deter os carregadores e tripulações de arriscar seus navios.

Como o almirante Habibollah Sayari comandante da Marinha iraniana deixou claro quarta-feira, 28 dezembro: "Desligando o estreito para as forças armadas do Irã é realmente fácil - ou, como dizemos no Irã, mais fácil do que beber um copo de água". Ele passou a dizer: "Mas hoje, não precisamos [fechar] o estreito porque temos o mar de Omã sob controle e podemos controlar o trânsito."

Fontes marinhas em Médio Orientedo DEBKAfile disseram que o almirante iraniano sobre o Mar de Oman era apenas pressão. Para o grande exercício iraniano Velayati 90 , que começou no sábado, a América tem poscionado dois grandes grupos de ataque no mar liderada pelos porta aviões USS John C. Stennis, USS Bataan e o navio anfíbio de aeronaves.

E eles são altamente visíveis: quinta-feira pela manhã, 29 de dezembro, o contra-almirante e Comandante da Marinha iraniana, Mousavi Mahmoud relatou que uma aeronave da Marinha iraniana haviafeito filmagens e gravou imagens de uma transportadora dos EUA marchado em uma área onde os jogos de guerra da Velayat 90 estavam a ser realizadas - provavelmente o Stennis. Sua presença, disse ele, demonstrou que as forças navais do Irã estavam "exatamente a monitorar todos os movimentos por potências extra-regionais" na região.

Claramente, a Marinha dos EUA está perambulando pelo local no Mar de Omã e outras áreas do jogo de guerra iraniana.

Fontes do Oriente Médio advertem, porém, que as ameaças repetidas para fechar o Estreito de Hormuz vindo de Teerã esta semana e no âmbito do seu exercício naval apontam claramente para a maneira pela qual o Irã tem a intenção de resoponder as duras e novas sanções que o Ocidente pretende aprovar no próximo mês. A nova rodada está prevista para cortar a 80 por cento das receitas da República Islâmica.A União Europeia dos 27 estados-membros que reúnem-se em Janeiro a aprovar um embargo do petróleo iraniano, com efeitos práticos a 25 por cento das exportações do Irã de energia. Mês que vem, também, o presidente Barack Obama pretende assinar em lei uma emenda autorizando penalidades severas para o comércio de bancos estrangeiros com o Banco central do Irã , CBI, incluindo a perda de ligações com os bancos e instituições financeiras americanas.

Teerã está pretendendo atacar duramente através de minas de semeadura em Ormuz e nas águas em frente à campos de petróleo e terminais de países produtores de petróleo do Golfo Pérsico , incluindo a Arábia Saudita.

Não seria a primeira vez. Em 1987 e 1988, as minas do mar foram semeadas no Golfo Pérsico o que nunca o Irã assumiu a responsabilidade. Era geralmente visto como retorno de Teerã contra os EUA no Golfo e do apoio dos Emirados aos EUA e ao apoio ao Iraque em sua longa guerra com a República Islâmica. Um número de petroleiros e navios de guerra americanos foram atingidos por minas, incluindo o USS Samuel B. Roberts. Tais desastres podem ser evitados hoje por meio das contramedidas sofisticadas agora nas mãos dos EUA.

Segundo o relatório DEBKAfile cintando fontes militares, os EUA destacaram uma Força Tarefa Combinada USS 52 (CTF 52), que é treinada e equipada para o desmantelamento de minas marinhas e a OTAN o Grupo Mina Maritime (SNMCMG2). O grupo americano é liderado pela mina Arden o navio USS contramedidas; da OTAN pela minesweeper britânico HMS e Pembroke. Outras embarcações das forças tarefa são os Caça-class destroyer HMS Middleton e os franceses os navios de guera anti- mina FS Croix du Sud e FS Var.Também estão prontas várias unidades de combate dos EUA a Expedicionária Readiness da Quinta Frotados EUA com comando no Bahrain. Dezessete dessas unidades navais especiais estão ligadas à Quinta Frota dos Estados Unidos como resposta à Marinha iraniana a barcos de assalto rápidos e outras unidades marinhas.

Fontes militares dos EUA disseram a DEBKAfile quarta-feira, 28 de dezembro, que os Estados Unidos tem as contramedidas para dragagem da hidrovia de minas e tornando-a segura para a passagem marítima o mais tardar após uma interrupção de 24-48 horas.Ao mesmo tempo, as autoridades militares e navais em Washington estão levando a sério as ameaças de Terrão e que tome as devidas providências.Eles não aceitam a proposição avançada por vários especialistas norte-americanos e analistas de que o Irã nunca iria fechar o estreito de Hormuz, no entanto, que um terço do petróleo do mundo passa por alí , porque, então, engarrafar as suas exportações de energia própria. Os funcionários, de acordo com nossas fontes, acreditam que Teerã espera que as minas na hidrovia va explodir quando petroleiros e outros navios passarem pela região. Não têm que ser fechados hermeticamente mas pôr em perigo o transporte internacional, apenas algumas minas aqui e ali e uma explosão seria suficiente para deter os carregadores e tripulações de arriscar seus navios.

Como o almirante Habibollah Sayari comandante da Marinha iraniana deixou claro quarta-feira, 28 dezembro: "Desligando o estreito para as forças armadas do Irã é realmente fácil - ou, como dizemos no Irã, mais fácil do que beber um copo de água". Ele passou a dizer: "Mas hoje, não precisamos [fechar] o estreito porque temos o mar de Omã sob controle e podemos controlar o trânsito."

Fontes marinhas em Médio Orientedo DEBKAfile disseram que o almirante iraniano sobre o Mar de Oman era apenas pressão. Para o grande exercício iraniano Velayati 90 , que começou no sábado, a América tem poscionado dois grandes grupos de ataque no mar liderada pelos porta aviões USS John C. Stennis, USS Bataan e o navio anfíbio de aeronaves.

E eles são altamente visíveis: quinta-feira pela manhã, 29 de dezembro, o contra-almirante e Comandante da Marinha iraniana, Mousavi Mahmoud relatou que uma aeronave da Marinha iraniana haviafeito filmagens e gravou imagens de uma transportadora dos EUA marchado em uma área onde os jogos de guerra da Velayat 90 estavam a ser realizadas - provavelmente o Stennis. Sua presença, disse ele, demonstrou que as forças navais do Irã estavam "exatamente a monitorar todos os movimentos por potências extra-regionais" na região.

Claramente, a Marinha dos EUA está perambulando pelo local no Mar de Omã e outras áreas do jogo de guerra iraniana.

Fontes do Oriente Médio advertem, porém, que as ameaças repetidas para fechar o Estreito de Hormuz vindo de Teerã esta semana e no âmbito do seu exercício naval apontam claramente para a maneira pela qual o Irã tem a intenção de resoponder as duras e novas sanções que o Ocidente pretende aprovar no próximo mês. A nova rodada está prevista para cortar a 80 por cento das receitas da República Islâmica.A União Europeia dos 27 estados-membros que reúnem-se em Janeiro a aprovar um embargo do petróleo iraniano, com efeitos práticos a 25 por cento das exportações do Irã de energia. Mês que vem, também, o presidente Barack Obama pretende assinar em lei uma emenda autorizando penalidades severas para o comércio de bancos estrangeiros com o Banco central do Irã , CBI, incluindo a perda de ligações com os bancos e instituições financeiras americanas.

Teerã está pretendendo atacar duramente através de minas de semeadura em Ormuz e nas águas em frente à campos de petróleo e terminais de países produtores de petróleo do Golfo Pérsico , incluindo a Arábia Saudita.

Não seria a primeira vez. Em 1987 e 1988, as minas do mar foram semeadas no Golfo Pérsico o que nunca o Irã assumiu a responsabilidade. Era geralmente visto como retorno de Teerã contra os EUA no Golfo e do apoio dos Emirados aos EUA e ao apoio ao Iraque em sua longa guerra com a República Islâmica. Um número de petroleiros e navios de guerra americanos foram atingidos por minas, incluindo o USS Samuel B. Roberts. Tais desastres podem ser evitados hoje por meio das contramedidas sofisticadas agora nas mãos dos EUA.

Fonte: http://www.filhosdeyhwh.com.br/2011/12/tensao-no-golfo-persico.html#more

Advogado de Alta Floresta afirma ter visto OVNI

Nativa News, onde um advogado da cidade de Alta Floresta, estado de Mato Grosso – Brasil, afirma ter avistado um OVNI no dia 24 de dezembro passado:

Carlos Gonçalves Pascoal

O advogado Carlos Gonçalves Pascoal viveu no ultimo dia 24, uma experiência um tanto diferente. Vários relatos já foram ouvidos nas mais diversas regiões, e fugindo um pouco do tradicional, Carlos afirma ter visto um OVNI (Objeto Voador Não Identificado) na forma retangular e luminosa.

O fato ocorreu no inicio da noite de véspera do Natal, Carlos seguia na MT-208, sentido Carlinda a Alta Floresta, quando se surpreendeu com o objeto. “Eu retornando de Carlinda pra Floresta, na altura de uns 10 km pra chegar aqui em Alta Floresta, eu observei um objeto retangular, que foge um pouco daquela linha de disco, mas um objeto muito bonito, de uma cor vermelha, e por uns 3 a 4 segundos ele sumiu, desapareceu”, relatou o advogado.

Afirmando ser um objeto de beleza exorbitante, e ainda impressionado com o que testemunhou, Carlos diz que a experiência foi única, “Um objeto muito bonito por sinal. Eu fiquei maravilhado, porque era uma cor bonita, embora um objeto desconhecido ate mesmo pela forma retangular, mas uma cor muito bonita, raríssima de ver, um vermelho de tom diferenciado desses que a gente conhece”.

Sendo um profissional de credito no município, Pascoal garante que realmente viu um OVNI e que em momento algum os amigos duvidaram dele, “Eu acredito que existam pessoas que possam criar um fato pra chamar atenção, não é o meu caso, eu sou um advogado, tenho a minha vida profissional equilibrada, não tenho motivos para auto promoção, a reação que eu tive, espero que as outras pessoas tenham também, a reação foi uma felicidade, aquilo me deu uma alegria, em momento algum me deu algum constrangimento, foi uma luz bonita”.

Fonte: http://ovnihoje.com/2011/12/advogado-de-alta-floresta-afirma-ter-visto-ovni/

Lanterna Verde

Para os aficionados em filmes de ficção científica, (como eu), aqui está o trailer especial de mais um filme que envolve nosso tema favorito, intitulado Lanterna Verde.








Veja o trailer legendado:

     

Fonte do vídeo: loucosporwarner

Fonte: http://ovnihoje.com/2011/12/lanterna-verde/




sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Nasa detecta uma nova ilha no Mar Vermelho, perto do Iêmen

Segundo a agência, ilha se formou depois de uma erupção vulcânica


A Nasa anunciou nesta sexta-feira ter constado a formação de uma nova ilha perto da costa oeste do Iêmen, depois de uma erupção vulcânica.

O Observatório da agência espacial americana publicou fotos obtidas por satélite, mostrando uma coluna de fumaça branca emanando do oceano perto do arquipélago de Zubair, no Mar Vermelho, no dia 23 de dezembro.

"A imagem mostra a formação de uma suposta ilha onde, antes, a superfície era apenas água", disse.

"Uma densa coluna de fumaça sai do local, escura na base e clara no alto, talvez uma mistura de cinzas vulcânicas e vapor d'água", acrescentou.

Os vulcões submarinos são responsáveis pela criação de novas ilhas, mas muitas não são fortes o suficiente, para suportar o vento e o bater das ondas no mar aberto, afirmou o vulcanólogo Rick Wunderman à CNN.

Wunderman acrescentou, no entanto, que esse material vulcânico observado no Mar Vermelho tem uma tendência a durar um pouco mais.

Fonte: http://exame.abril.com.br/economia/meio-ambiente-e-energia/noticias/nasa-detecta-uma-nova-ilha-no-mar-vermelho-perto-do-iemen--2

Sondas de prospecção chegarão à órbita da Lua no Ano-Novo

 
As duas sondas de prospecção espacial da missão Grail ("Recuperação da Gravidade e Laboratório Interior", na sigla em inglês) frearão sua trajetória e chegarão no Ano-Novo à órbita da Lua, de onde explorarão o interior do satélite, informou nesta quarta-feira a Nasa (agência espacial americana).

"Embora desde a década de 1970 tenhamos enviados mais de uma centena de missões à Lua, inclusive duas nas quais os astronautas caminharam sobre sua superfície, a verdade é que há muitas coisas que não sabemos sobre a Lua", disse em teleconferência de imprensa Maria Zuber, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e pesquisadora-chefe do programa Grail.

As duas sondas estiveram viajando rumo à Lua desde seu lançamento no último mês de setembro. No dia 31, uma das sondas gêmeas acionará seus foguetes para diminuir a velocidade de modo que fique submetida à gravidade da Lua a 56 quilômetros da superfície lunar.

No dia seguinte, a outra sonda fará uma manobra similar e ambas traçarão um mapa da gravidade da Lua medindo os efeitos desta força sobre suas trajetórias orbitais.

"Entre as muitas coisas que não sabemos sobre a Lua é por que o lado oculto é tão diferente do lado visível", declarou Zuber referindo-se ao hemisfério lunar que não pode ser visto da Terra.

"A resposta deve estar no interior da Lua", acrescentou a pesquisadora, explicando que a missão de estudo começará em março e deve durar 82 dias, embora os cientistas tenham pedido à Nasa que a estenda até dezembro.

A missão não está restrita aos cientistas e acadêmicos: cada uma das sondas Grail, impulsionadas por energia solar, está equipada com quatro câmaras que serão operadas por grupos de estudantes de nível médio.

"Mais de 2,1 mil escolas em todo o país se registraram para este programa", comentou Zuber. A Nasa qualificou a missão Grail como "uma viagem ao centro da Lua" já que a medição da força de gravidade permitirá a construção de "mapas" de 100 a mil vezes mais precisos sobre o interior de satélite que os obtidos até agora.

Durante a missão, as sondas orbitarão a uma distância, uma da outra, de 200 km e, segundo os cientistas, as mudanças regionais na gravidade lunar farão com que diminuam ou aumentem levemente sua velocidade.

Isto, por sua vez, modificará a distância que as separa e os sinais de rádio transmitidos pelas sondas medirão as variações menores. Desta forma, os pesquisadores poderão criar mapas do campo de gravidade.

Com esses dados, os cientistas poderão deduzir o que há debaixo da superfície lunar com suas montanhas e crateras, e poderiam entender melhor por que o lado oculto da Lua é mais abrupto que o lado visto desde a Terra.

Outro dos mistérios que Grail poderia revelar, segundo Zuber, é se a Terra teve em outro tempo uma segunda lua menor. Há astrônomos que acreditam que algumas das marcas na superfície da Lua são resultado de uma colisão com um satélite menor.

Na Irlanda,avistamentos de OVNIS aumentaram 70% em 3 anos

A Associação de Pesquisas de OVNIs da Irlanda revelou que 59 incidentes foram relatados em 2011, comparado com 42 o ano anterior e somente 35 em 2009.

O fundador da associação, Adam Tallon, sugeriu que as pessoas estão ficando mais abertas à possibilidade da existência de OVNIs, e assim se sentem mais confortáveis relatando um avistamento.

“Eu gostaria de acreditar que há vida lá fora em algum lugar do universo, seja esta vida de seres que caminha e falam, ou de bactérias microscópicas, eu não sei“, disse o Sr. Tallon.

A associação tem sido capaz de atribuir a maioria dos avistamentos aos relâmpagos esféricos e lanternas chinesas, mas seu interesse principal está nos OVNIs que não podem ser explicados convencionalmente.

De acordo com seu site, estes incidentes são aqueles que os objetos parecem ser controlados inteligentemente, ou têm sido vistos fazendo manobras precisas que são impossíveis para aeronaves convencionais.

“Quando criança, eu vi algo estranho no céu noturno“, disse o Sr. Tallon.

“Mas, como eu era muito jovem, é possível que o incidente tenha sido ‘embelezado’ pelos anos e não tenha sido nada mais do que um meteoro, ou algum outro fenômeno natural.”

O Sr. Tallon fundou o grupo em 2005, mas ele se tornou a Associação de Pesquisas de OVNIs da Irlanda oficialmente em 2008, quando ele adotou seu atual sistema de registros de relatos de incidentes.

“Há um lento, mas gradual aumento em avistamentos sendo relatados, ao qual eu atribuiria a duas coisas: A primeira é que não havia nenhum lugar para relatar os incidentes [na Irlanda] antes de nossa organização, e a segunda, eu atribuiria ao fato das pessoas estarem mais confortáveis relatando o incidente, quando se compara com 10 anos atrás.”

O Sr. Tallon disse que não é necessário que as pessoas se identifiquem para que relatem um OVNI em seu site.

Ele sugeriu que essa confidencialidade é que encoraja as pessoas a reportar seus avistamentos de OVNIs.

Fonte: http://ovnihoje.com/2011/12/na-irlanda-avistamentos-de-ovnis-aumentaram-70-em-3-anos/

OVNI luminoso filmado em Cape Coral,Flórida - EUA

De acordo com a testemunha do avistamento (Joseph), um morador de Cape Coral, Florida, o vídeo foi filmado no dia 13 de dezembro passado. Primeiramente ele teria visto o estranho objeto luminoso aterrissar em um campo de golfe da região. O que teria chamado sua atenção é que o objeto era 4 vezes maior e mais brilhante do que qualquer helicóptero que ela já tenha visto e que não fazia ruído algum.

Joseph disse: “Eu peguei minha câmera e corri para a rua na S.E. 6th Ave, para tentar filmá-lo. Eu tive certeza de que ele tinha aterrissado no campo de golfe, mas não pude ver nada; não pude me aproximar, pois havia um canal na minha frente. Eu agarrei a câmera e comecei a filmar naquela direção, esperando que ele subisse novamente; mas depois de alguns minutos minha câmera começou a ficar sem memória, assim parei de filmar. Porém, continuei esperando e quando o objeto finalmente reapareceu, comecei a filmar novamente e consegui este vídeo.”

Veja o vídeo:

    

Fonte do vídeo: shivadamour

Fonte: http://ovnihoje.com/2011/12/ovni-luminoso-filmado-em-cape-coral-florida-eua/

OMS faz alerta a cientistas que criaram mutação da gripe aviária

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou um alerta duro nesta sexta-feira a cientistas que conseguiram criar uma forma altamente patogênica do vírus mortal H5N1 da gripe aviária, dizendo que o trabalho deles pode ter riscos significativos e deve ser rigidamente controlado.

A agência de saúde da Organização das Nações Unidas (ONU) disse estar "profundamente preocupada com as consequências negativas potenciais" do trabalho de duas equipes de pesquisa da gripe, que este mês disseram ter encontrado modos de fazer do H5N1 uma forma transmissível capaz de provocar pandemias letais entre os seres humanos.

O trabalho das equipes, uma da Holanda e outra dos Estados Unidos, já provocou um pedido de censura inédito de assessores de segurança americanos, que temem que a publicação de detalhes do estudo possa dar a agressores potenciais o conhecimento de como fazer uma arma biológica para fins terroristas.

O Conselho Nacional de Ciência para a Biossegurança dos Estados Unidos pediu a dois periódicos que querem publicar o trabalho que disponibilizem o estudo apenas em versões editadas, um pedido contestado pelos editores das revistas e por muitos cientistas.

Em sua primeira declaração sobre a polêmica, a OMS afirmou: "Embora esteja claro que o ato de conduzir pesquisas para obter conhecimento deve continuar, também está claro que certas pesquisas, e principalmente aquelas que podem gerar formas mais perigosas de vírus têm riscos".

O vírus
O H5N1 é extremamente mortal em pessoas que estão diretamente expostas ao vírus de aves infectadas. Desde que foi detectado, em 1997, cerca de 600 pessoas o contraíram e mais da metade delas morreram. Mas até agora o vírus não sofreu uma mutação natural para uma forma que pode passar facilmente de pessoa a pessoa, embora muitos cientistas temam que esse tipo de mutação deva acontecer em algum ponto e será uma grande ameaça à saúde se ocorrer.

Pesquisadores da gripe no mundo trabalham há vários anos para tentar descobrir que mutações dariam ao H5N1 a capacidade de se espalhar mais facilmente de pessoa a pessoa, ao mesmo tempo mantendo suas propriedades fatais.

O Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos financiou os dois estudos sobre como o vírus poderia ficar mais transmissível em humanos com o objetivo de obter conhecimento sobre como reagir se a mutação ocorrer de forma natural. Mas a OMS disse que tal pesquisa deveria ser feita "apenas depois que tiverem sido identificadas todos os riscos à saúde pública e benefícios importantes" e "houver a certeza que as proteções necessárias para minimizar o potencial para consequências negativas estão em vigor".

Fonte: http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI5537801-EI8147,00-OMS+faz+alerta+a+cientistas+que+criaram+mutacao+da+gripe+aviaria.html

fotógrafo captura suposta imagem de Jesus nas nuvens.


Um fotógrafo em tempo parcial, Luc Perrot, registrou a imagem chocante entre as nuvens quando fotografava a 2.000 pés, em cima da formação vulcânica de Cirque de Mafate, Ilha da Reunião, no Oceano índico.

O francês subiu numa grande montanha para gravar um vídeo time lapse do movimento das nuvens. Entretanto, ele ficou surpreso ao ver em sua câmera uma figura semelhante a um homem parado em frente às nuvens.

“Eu estava fazendo um video time lapse com o movimento das nuvens acima do Cirque de Mafate quando eu comecei a cobrir o horizonte para um bom tiro”, disse o fotógrafo.

Perrot relatou segundo o Daily Mail, que ao ver a sombra flutuando nas nuvens sentiu algo divino.

“Quando eu olhei para cima eu observei uma sombra flutuando nas nuvens envolvida por um arco-íris. Isso me deixou em completa surpresa. Quando eu olhei de volta para as filmagens, isso me deu o sentimento de uma aparição divina”.

Ele disse que ao ver o filme percebeu que a imagem era encimada por um arco branco, como um círculo de luz.

“Quando eu olhei a filmagem eu percebi que a imagem tinha em cima um arco branco, o que me lembrou muito um halo”.
Agora News

Fonte: http://www.cofemac.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=2455&Itemid=9999

Como os 13 piores ditadores do mundo morreram


Alguns ditadores têm mortes sangrentas, mas muitos morrem de velhice ou doenças naturais. Confira aqui 13 famosos ditadores modernos e as causas de suas mortes:
  1. Joseph Stalin, Rússia (1878-1953): derrame;
  2. Benito Mussolini, Itália (1883-1945): executado por comunistas, teve seu corpo pendurado de cabeça para baixo para exibição pública e confirmação de sua morte;
  3. Adolf Hitler, Alemanha (1889-1945): suicídio;
  4. Francisco Franco, Espanha (1892-1975): declínio de saúde e mal de Parkinson;
  5. Mao Zedong, China (1893-1976): declínio de saúde e possível esclerose lateral amiotrófica (doença de Lou Gehrig);
  6. Francois “Papa Doc” Duvalier, Haiti (1907-1971): diabetes e doenças cardíacas;
  7. Kim Il-Sung, Coreia do Norte (1912-1994): ataque cardíaco;
  8. Augusto Pinochet, Chile (1915-2006): insuficiência cardíaca e edema pulmonar;
  9. Nicolae Ceausescu, Romênia (1918-1989): executado por um pelotão de fuzilamento;
  10. Idi Amin, Uganda (1925-2003): falência múltipla de órgãos;
  11. Saddam Hussein, Iraque (1937-2006): considerado culpado de crimes contra a humanidade, foi enforcado;
  12. Moammar Gaddhafi, Líbia (1942-2011): capturado, espancado e morto por rebeldes;
  13. Kim Jong-Il, Coreia do Norte (1941 ou 1942-2011): ataque cardíaco. [LiveScience]
Fonte: http://hypescience.com/como-os-13-piores-ditadores-do-mundo-morreram/

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Israel cogita atacar o Irã

Após rumores de uma possível ação militar israelense contra o Irã, motivada pelo avanço do programa nuclear do país islâmico, o presidente de Israel, Shimon Peres, afirmou no domingo 6 que um ataque é “cada vez mais verossímil”. “Essa possibilidade parece mais próxima que a opção diplomática.”

Em resposta a declaração de Peres, o presidente iraniano Mahmud Ahmadinejad acusou nesta segunda-feira 7 os Estados Unidos e Israel de tentarem combater a crescente influência da República Islâmica. “O Irã aumentou suas capacidades e continua progredindo. Agora Israel e o Ocidente, em especial os EUA, temem as capacidades e o papel do Irã”, afimou em entrevista ao jornal egípcio Al-Akhbar.

Ahmadinejad advertiu ainda contra qualquer ataque a seu país. “Os arrogantes devem saber que o Irã não permitirá esta agressão.”

A tensão entre Israel e Irã aumenta dias antes da publicação de um informe da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) sobre o programa nuclear de Teerã. O relatório, a ser divulgado na terça-feira 8, deve trazer informações que respaldam as suspeitas sobre o caráter militar do programa nuclear do país islâmico, de acordo com fontes diplomáticas ocidentais citadas pela agência de notícias AFP.

O Irã admite apenas objetivos civis em seus planos e rejeitou as supostas acusações da AIEA sobre seus esforços para desenvolver bombas nucleares e mísseis para transportá-las. “Consideramos que estes documentos são falsos e repetimos que não têm fundamento”, disse o chanceler iraniano Ali Akbar Salehi a agência Isna.

Leia mais:

Israel não quer a paz com a Palestina

A intenção israelense em atacar as instalações nucleares iranianas, hipótese que ganhou força nos últimos dias, levou a Rússia a alertar o país nesta segunda sobre as consequências desta ação. Para os russos, que apoiaram as sanções das Nações Unidas contra o governo de Teerã, uma operação militar seria um “erro muito grave” capaz de provocar mais conflitos e causar vítimas civis. “Não pode existir nenhuma solução militar para o problema nuclear iraniano, como não pode existir para nenhum outro problema do mundo contemporâneo”, disse o chanceler Serguei Lavrov.

Interesses próprios

Segundo Peres, há “a impressão de que os iranianos vão se aproximando da bomba atômica”. Por isso, o informe da AIEA terá “influência decisiva” no Governo, aponta o jornal israelense Haaretz. “Os serviços de informação de diversos países que vigiam o Irã se inquietam e pressionam seus líderes para que atentem ao fato de que o país está pronto para obter a arma atômica”, disse a uma rede de televisão local no domingo.

Durante a semana, Estados Unidos, Reino Unido e França aumentaram a pressão sobre o Irã e o chanceler francês, Alain Juppé, chegou a defender no domingo o endurecimento das sanções internacionais aplicadas ao país. No entanto, reconheceu que um ataque israelense “poderia criar uma situação totalmente desestabilizadora para a região”.

O ministro da Defesa de Israel, Ehud Barak, desmentiu na segunda-feira 31 informações de que já teria acertado com o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu a ação militar. Porém, acrescentou que “podem ser criadas situações no Oriente Médio nas quais Israel deverá defender seus interesses vitais de maneira independente, sem se apoiar em outras forças regionais ou outros lugares”.

Segundo o jornal Haaretz, a maioria dos 15 membros do gabinete israelense de segurança se opõe, por enquanto, a um ataque. A instância é a única capaz de tomar uma decisão desta gravidade.

Diversas autoridades israelenses destacam que o país não pode lançar a operação sem o apoio e a coordenação prévia dos EUA. “Os Estados Unidos sabem que qualquer ataque do regime sionista contra o Irã produzirá sérios danos não apenas a este regime, mas também aos Estados Unidos”, advertiu o chefe do Estado-Maior iraniano, general Hassan Firuzabadi, na quarta-feira 4.

Um importante religioso conservador iraniano, o aiatolá Ahmad Khatami, alertou nesta segunda-feira os EUA e Israel sobre uma eventual ação militar contra o Irã. “A época da superpotência americana terminou. O Irã é um país poderoso e, ante qualquer conspiração, responderá da mesma forma para que isto sirva de lição aos outros países.”

Israel é considerado uma potência nuclear regional, mas nunca confirmou nem desmentiu dispor de armamento atômico. Segundo fontes estrangeiras, teria um arsenal de 200 ogivas nucleares e de vetores adequados para fazer uso delas.

10 possíveis maneiras com que o mundo pode acabar

O mundo vai acabar. Não se sabe quando nem as razões, mas o nosso belo planetinha azul, um dia, será reduzido a cinzas, a desertos escaldantes ou a nada.Existem muitas especulações relacionadas a esse tão esperado evento – afinal, isso vem sendo explorado há séculos por profecias e histórias de todos os tipos.

Seja pelo calendário Maias, por uma chuva de meteoros ou por uma bomba atômica secreta de governantes malucos, todas as teorias sobre o fim do mundo têm uma pontinha de verdade – e outra de criatividade. Confira como seriam os sete fins do mundo mais populares.

O Calendário Maia

Os Maias utilizavam um calendário muito mais preciso e avançado do que o método de contagem de tempo que temos hoje. Com isso, estudiosos afirmam que foi possível prever eventos como a chegada do homem branco à civilização maia, em 1519.


Para o azar de todos, o calendário Maia prevê que em 21 de dezembro de 2012 algo de muito ruim acontecerá ao planeta. A partir disso, surgiram informações de que, nesta data, o Sol e a Terra estarão alinhados com o centro da Via Láctea e que, justamente neste, espaço há um buraco negro gigantesco.

Com isso, baseando-se na Teoria do Campo Magnético Terrestre, de Einstein, o campo magnético da Terra pode ser alterado, levando a terremotos, erupções vulcânicas, tsunamis e, claro, ao fim do mundo.

Nostradamus

O mesmo sujeito que previu o Katrina, a Revolução Francesa e até mesmo a morte da Princesa Diana afirma que o mundo não passa de 2012. Nostradamus era um apotecário francês que viveu no século dezesseis e era popular por suas previsões certeiras.

Há quem desminta o fato, dizendo que as interpretações dos manuscritos estão erradas. Outros, porém, acreditam piamente no fim – ainda mais que temos a teoria do calendário Maia colaborando com Nostradamus.

A teoria do planeta rasgado


O universo está em constante expansão. Você provavelmente já ouviu isso, mas, quem sabe, nunca parou para se perguntar qual é o limite. Até que ponto as coisas podem ser esticada antes de se romper?

Para os cientistas da Universidade de Darthmouth, nos Estados Unidos, se a aceleração do universo for infinita, ou seja, continuar a aumentar, dentro de um espaço de tempo, todas as forças que mantém nos nêutrons e prótons em seus devidos lugares serão superadas.

As estimativas, nada otimistas, dão conta de que 60 milhões de anos antes do fim, a galáxia sofrerá uma grande perturbação; três meses antes, o sistema solar será desprendido do todo; 30 minutos antes, a Terra irá explodir e 10-19 segundos antes, os átomos se dissociarão, dando fim a tudo.

A parte boa é que deve demorar cerca de 20 bilhões de anos para que isso aconteça. Mas outras teorias e possíveis catástrofes com certeza terão acabado com a Terra até lá.

Aquecimento global

Você pode não se importar quando joga um papel no chão ou anda sozinho por aí de carro, poluindo a cidade. Mas para tudo o que você faz, o planeta tem uma resposta na ponta da língua.

A teoria do aquecimento global é, de todas as apresentadas neste artigo, a que mais possui respaldo científico. Defendida por inúmeras teses e com resultados que podem ser comprovados todos os dias – basta sair para fora e sentir frio em pleno verão (ou o contrário) -, o aquecimento global é mais plausível do que a teoria maia. Mas será que podemos danificar o ambiente a ponto de acabarmos com a Terra?

De acordo com cientistas, sim. 2010 teria sido o ano mais quente do planeta e esse cenário não parece ser facilmente reversível. O aquecimento da Terra continuaria mesmo se parássemos com as emissões de gases prejudiciais e diminuíssemos a quantidade de lixo produzido.

Com o aumento da temperatura, a qualidade do ar é prejudicada, os alimentos se tornam escassos e as terras podem se tornar desertas. Sem comida, suscetível a diversas doenças, sem sombra ou água fresca: morrerá não só o ser humano, mas toda e qualquer forma de vida. E pode apostar, será uma morte lenta e dolorosa.

Explosão de Raio Gama


Os raios gama, a forma de luz mais intensa que conhecemos, trazem uma alta frequência eletromagnética e são produzidos durante fenômenos astrofísicos. Quando uma estrela supernova explode, ela libera essa enorme quantidade de radiação, o que pode ser devastador, se feita a uma distância mínima de 30 anos-luz da Terra.

A atmosfera terrestre seria destruída pelos raios gama, causando incêndios generalizados no planeta e acabando com qualquer tipo de vida em semanas. A boa notícia é que não existem tantas supernovas explosivas próximas da Terra e, portanto, as chances de acabarmos pegando fogo ficam um pouco mais remotas.

Pandemia

Lembra quando a H1N1 estourou e todos andavam nas ruas de máscara, luvas e olhavam com cara feia quando você tossia? Mais de 1800 pessoas morreram durante o surto de gripe em 2009 e essa foi apenas uma demonstração do que uma pandemia é capaz de fazer.

Levando em conta as facilidades de se modificar vírus e bactérias e a rapidez de transmissão de doenças - devido, principalmente aos meios de transporte e às aglomerações urbanas - iniciar uma pandemia é moleza. E em uma brincadeira dessas, mais da metade da população pode ser atingida.

Como já afirmamos aqui no Tecmundo, é mais fácil matar toda uma nação com um vírus do que usando uma bomba atômica. Portanto, começar a lavar as mãos com frequência e não encostar no corrimão pode ser uma boa ideia.

Guerra nuclear


Basta um par de governantes estressados para que o mundo vá pelos ares. Hoje, existem cerca de 25 mil armas nucleares no mundo, sendo que boa parte delas está no Estados Unidos e na Rússia. Mas para acabar com tudo, menos de 1/10 desse arsenal seria necessário.

O inverno nuclear, causado pela explosão de diversas bombas, consistiria em uma espessa nuvem de poeira e material radioativo, o que poderia causar o bloqueio parcial da luminosidade solar, provocando um inverno rigoroso. Apesar da redução da quantidade de armas nucleares após a Guerra Fria, a possibilidade de uma guerra nuclear está menos distante do que gostaríamos.

Zumbis

Eles estão nos vídeo games, quadrinhos e filmes, mas será que poderiam existir de verdade? Os mortos-vivos são criaturas que, ao serem infectadas, perdem parte de sua consciência e perambulam por aí, atrás de cérebros.

Por ser uma condição infecciosa, a transmissão do vírus que transforma a pessoa em zumbi poderia ser muito rápida - e devastadora. A ciência tem registros de alguns parasitas capazes de tomar o controle do cérebro, transformando o sujeito e alterando seu comportamento cerebral. Com tantos vírus e bactérias que sofrem mutações ou que têm a genética alterada propositalmente, a ideia de uma transformação zumbi não parece assim tão absurda.

Astreroide

Esta não seria a primeira vez que a Terra sucumbiria a um asteroide. Como você bem deve saber, os dinossauros foram dizimados por um desses corpos há 65 milhões de anos. De acordo com alguns cientistas, o asteroide 1997XF11 pode entrar em rota de colisão com a Terra, causando um grande estrago.

A grande maioria das formas de vida seria aniquilada e, os sobreviventes teriam de lutar pela vida em um ambiente repleto de cinzas e poeira, causado pelos incêndios provocados e pela queda do asteroide em si. Apesar de alguns acreditarem no poder malévolo do 1997FX11, a NASA garantiu que não há nenhum asteroide ameaçando a vida na Terra neste momento.

O levante dos gadgets

O celular fala com você, o computador sabe tudo da sua vida e a câmera digital é uma extensão dos seus olhos. A tecnologia está ficando cada vez melhor e, enquanto estiver em nosso controle, está tudo bem. Mas quais são as chances dos gadgets se tornarem mais inteligentes que os homens e tomarem o mundo?

A inteligência artificial tem potencial para criar células de ação independentes. É o que pensa Stephen Hawking, um dos maiores cientistas vivos. Um computador poderia pensar e agir sem que a interferência do homem fosse necessária. Pense bem da próxima vez que for dormir com o celular do lado.

.....

Não sabemos em qual desses cenários será o grand finale do mundo. Apesar de alguns deles serem mais ou menos prováveis, todos têm uma chance de acontecer.

Fonte: http://www.tecmundo.com.br/curiosidade/17097-10-possiveis-maneiras-com-que-o-mundo-pode-acabar.htm#ixzz1hxRHyobL

Rio+20 vai discutir pobreza e economia sustentável, diz ministra

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, disse nesta quarta-feira que os principais desafios da Rio+20 vão envolver questões sobre como reduzir a pobreza e a desigualdade no mundo, a promoção do desenvolvimento com bases mais sustentáveis e como coordenar as políticas públicas do setor. A Rio+20, conferência da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre desenvolvimento sustentável, ocorrerá no Rio de Janeiro a partir do dia 20 de junho do próximo ano.

"Há uma expectativa muito grande de que os eventos (da Rio+20) não permaneçam somente enquanto eventos, mas tenham um dia seguinte e que aconteçam em bases que melhorem a qualidade de vida, da infraestrutura urbana e da vida nas cidades e de cada cidadão brasileiro", disse a ministra.

Segundo ela, os "desafios são enormes", mas há "uma sensação internacional de que é possível sim explorar esse caminho e termos na conferência um êxito em relação ao desenvolvimento sustentável".

A ministra disse esperar que a Rio+20 traga resultados e "que o planeta inteiro assuma objetivos sobre desenvolvimento sustentável, estabelecendo metas mensuráveis". De acordo com Izabella isso está dentro da proposta que foi apresentada pelo Brasil para a Rio+20. "Esperamos ser exitosos na questão da governança e evoluirmos com a proposta de criação de um Conselho sobre Desenvolvimento Sustentável nas Nações Unidas". Segundo ela, atualmente existe apenas uma comissão, criada em 1992, que não tem a representatividade de um conselho.

Izabella afirmou ainda que as propostas que foram enviadas por vários países para uma primeira conferência, que vai ocorrer em janeiro, mostram caminhos convergentes. "É absolutamente convergente a discussão sobre inclusão social e sobre a erradicação de pobreza e da fome". Outro tema comum, que deve ser apresentado na Rio+20, é a discussão sobre geração de energia. "Certamente as energias renováveis e a inovação tecnológica são temas estratégicos".

Hoje a ministra se reuniu com João Carlos Martins, regente da Orquestra Bachianas, na casa do maestro, em São Paulo. No encontro, a ministra solicitou ao maestro para que ele componha um tema para a conferência que aborde a "riqueza do planeta e os desafios". O maestro disse que o tema está sendo criado e será inspirado na 6ª Sinfonia de Beethoven.

A ministra também convidou Martins para fazer parte da equipe brasileira que está preparando a Rio+20. "Criei uma categoria que chamei de embaixadores ou amigos da Rio+20 (da qual o maestro fará parte), que são pessoas que, por intermédio da cultura, vão ajudar o governo e a sociedade para desenvolver o maior encontro de desenvolvimento sustentável desse século". O maestro também foi convidado para fazer a contagem regressiva para a conferência, que terá início em 5 de junho, dia mundial do meio ambiente.

O encontro contou também com a participação de Denise Hamú, chefe do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) no Brasil.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI5536073-EI19408,00-Rio+vai+discutir+pobreza+e+economia+sustentavel+diz+ministra.html

Cientistas descobrem “blocos de formação da vida” em Plutão


O telescópio espacial Hubble descobriu um forte “absorvedor” de luz ultravioleta na superfície do anão Plutão, sugerindo que o planeta gelado têm hidrocarbonetos.

Esses hidrocarbonetos podem ter sido produzidos pela luz solar ou raios cósmicos que reagem com metano, monóxido de carbono e nitrogênio no gelo na superfície de Plutão.

Os cientistas acreditam que a presença desses produtos químicos explica a tonalidade vermelha do corpo.

Eles também encontraram evidências de mudanças na atmosfera de Plutão, com diferenças no espectro ultravioleta em comparação com as medições do Hubble de 1990. Isso pode ser devido a mudanças na pressão da atmosfera, ou simplesmente porque o telescópio observou diferentes terrenos.

“A descoberta que fizemos com o Hubble nos lembra que descobertas ainda mais excitantes sobre a composição e a evolução da superfície de Plutão podem estar nos esperando, quando a nave New Horizons da NASA chegar ao planeta, em 2015″, disse o pesquisador Alan Stern.[Telegraph]

Fonte: http://hypescience.com/cientistas-descobrem-blocos-de-formacao-da-vida-em-plutao/

Dois pequenos OVNIS saem de vulcão no Japão

Dois pequenos OVNIs (orbs) saem de vulcão no Japão e seguem em direção ao espaço.

Em várias outras ocasiões OVNIs têm sido relatados saindo de vulcões, assim é possível que este vídeo seja legítimo. E se for, é algo que merece uma investigação mais apurada.





Veja o vídeo:

    

Fonte do vídeo: danielofdoriaa

Fonte: http://ovnihoje.com/2011/12/dois-pequenos-ovnis-saem-de-vulcao-no-japao/



Sondas de prospecção chegarão à órbita da Lua no Ano-Novo

As duas sondas de prospecção espacial da missão Grail ("Recuperação da Gravidade e Laboratório Interior", na sigla em inglês) frearão sua trajetória e chegarão no Ano-Novo à órbita da Lua, de onde explorarão o interior do satélite, informou nesta quarta-feira a Nasa (agência espacial americana).

"Embora desde a década de 1970 tenhamos enviados mais de uma centena de missões à Lua, inclusive duas nas quais os astronautas caminharam sobre sua superfície, a verdade é que há muitas coisas que não sabemos sobre a Lua", disse em teleconferência de imprensa Maria Zuber, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e pesquisadora-chefe do programa Grail.

As duas sondas estiveram viajando rumo à Lua desde seu lançamento no último mês de setembro. No dia 31, uma das sondas gêmeas acionará seus foguetes para diminuir a velocidade de modo que fique submetida à gravidade da Lua a 56 quilômetros da superfície lunar.

No dia seguinte, a outra sonda fará uma manobra similar e ambas traçarão um mapa da gravidade da Lua medindo os efeitos desta força sobre suas trajetórias orbitais. "Entre as muitas coisas que não sabemos sobre a Lua é por que o lado oculto é tão diferente do lado visível", declarou Zuber referindo-se ao hemisfério lunar que não pode ser visto da Terra.

"A resposta deve estar no interior da Lua", acrescentou a pesquisadora, explicando que a missão de estudo começará em março e deve durar 82 dias, embora os cientistas tenham pedido à Nasa que a estenda até dezembro. A missão não está restrita aos cientistas e acadêmicos: cada uma das sondas Grail, impulsionadas por energia solar, está equipada com quatro câmaras que serão operadas por grupos de estudantes de nível médio.

"Mais de 2,1 mil escolas em todo o país se registraram para este programa", comentou Zuber. A Nasa qualificou a missão Grail como "uma viagem ao centro da Lua" já que a medição da força de gravidade permitirá a construção de "mapas" de 100 a mil vezes mais precisos sobre o interior de satélite que os obtidos até agora.

Durante a missão, as sondas orbitarão a uma distância, uma da outra, de 200 km e, segundo os cientistas, as mudanças regionais na gravidade lunar farão com que diminuam ou aumentem levemente sua velocidade. Isto, por sua vez, modificará a distância que as separa e os sinais de rádio transmitidos pelas sondas medirão as variações menores. Desta forma, os pesquisadores poderão criar mapas do campo de gravidade.

Com esses dados, os cientistas poderão deduzir o que há debaixo da superfície lunar com suas montanhas e crateras, e poderiam entender melhor por que o lado oculto da Lua é mais abrupto que o lado visto desde a Terra. Outro dos mistérios que Grail poderia revelar, segundo Zuber, é se a Terra teve em outro tempo uma segunda lua menor. Há astrônomos que acreditam que algumas das marcas na superfície da Lua são resultado de uma colisão com um satélite menor.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI5536275-EI301,00-Sondas+de+prospeccao+chegarao+a+orbita+da+Lua+no+AnoNovo.html

A Estrela de Belém foi uma estrela, um cometa ou um milagre?


Muitos fatores complicam a versão sobre a Estrela de Belém, incluindo a incerteza da data exata do nascimento de Cristo e a terminologia usada para descrever eventos astrológicos há cerca de 20 séculos.

Por exemplo, qualquer objeto que atraísse atenção suficiente era chamado de “estrela”. Meteoros eram “estrelas cadentes”; cometas eram “estrelas ‘cabeludas’” e os planetas eram “estrelas caminhantes”.

A Bíblia nos oferece algumas referências históricas, como o Rei Herodes. Estudos modernos sugerem que ele morreu entre os anos quatro e um antes de Cristo, pelo nosso calendário presente. Conta-se que os Magos visitaram o rei pouco antes de ele morrer, e o nascimento de Cristo e o aparecimento da famosa estrela aconteceram logo depois disso.

E é muito difícil que Jesus tenha nascido no fim de dezembro. Uma passagem bíblica, de São Lucas, diz: “Naquela região havia pastores que estavam passando a noite nos campos, tomando conta dos rebanhos de ovelhas”. Isso indica que era primavera, época em que os pastores da Judeia cuidavam dos novos animais.

Em tempos antigos, 25 de dezembro era a data do famoso festival romano de Saturnália. Presentes eram trocados; casas, ruas e prédios decorados; pessoas iam para casa e todos ficavam em clima de festa.

Já foi dito que os primeiros cristãos escolheram a época desse festival para evitar atenção e escapar das perseguições. Quando o imperador romano Constantino adotou oficialmente o Cristianismo, no século quatro, a data do Natal permaneceu no dia 25.

E é quase certeza que o nascimento de Cristo não aconteceu há 2011 anos. Nossa atual cronologia, com anos a.C e d.C, foi adotada pelo abade romano Dionysius Exiguus em 523 d.C. Infelizmente, ele fez dois erros grandes nos cálculos.

O primeiro foi colocar o ano “um” depois de Cristo imediatamente depois do ano “um” antes de Cristo, esquecendo completamente do zero. Na época, o “zero” não era considerado um número. Então, o ano três, por exemplo, matematicamente falando é o dois.

O segundo foi aceitar a declaração de Clemente de Alexandria de que Jesus nasceu no ano 28 do reinado do imperador romano César Augusto. Mas Dionysius não levou em conta que durante os quatro primeiros anos desse reinado, o imperador era conhecido pelo seu nome original, Otaviano, até que o senado o proclamasse “Augusto”.

Então apenas aqui já temos um erro de quatro anos, mas agora nossa cronologia está muito avançada para ser modificada.

Para os anos do aparecimento da Estrela, muitos astrônomos e estudiosos da Bíblia acreditam que deve ter ocorrido entre os anos sete e dois a.C. Então esse é o período que devemos explorar para determinar se algo estranho aconteceu no céu.

O que foi a Estrela?

Pelo menos quatro teorias já foram divulgadas, de um ponto de vista astronômico.

A primeira diz que a Estrela foi um incomum meteoro de fogo avistado no horizonte. Mas como sabemos, um objeto como esse passa pelo céu em uma questão de segundo – muito pouco para guiar os Magos até a cidade de Belém. Então podemos deixar essa para trás.

Não tão simples assim é a possibilidade de que a Estrela era um cometa brilhante. Objetos como esse ficam visíveis a olho nu por semanas, a partir do anoitecer.

O famoso cometa Halley, que passou pela última vez no começo de 1986, ficou brilhando no céu entre agosto e setembro do ano 11 a.C. Mas muitas autoridades não concordam com essa teoria, devido às falhas de tempo. E parece estranho que outro cometa com tamanha duração tenha passado despercebido.

Além disso, comentas eram vistos como presságios ruins, indicando fome e enchentes, assim como a morte – não o nascimento – dos reis e monarcas. Os romanos, para marcar a morte do General Agrippa, por exemplo, usaram a aparição do cometa Halley como marco. Com esse ponto de visão, a aparição de um cometa não seria um aviso do nascimento de um novo rei.

Talvez a reposta mais simples seja uma nova, ou supernova. As primeiras são estrelas que aumentam muito seu brilho por um período curto de tempo, e acontecem mais frequentemente. Já as supernovas, mais raras, são as famosas explosões estelares.

Esse tipo pode ser avistado mesmo durante o dia. Em nossa galáxia, no último milênio, quatro supernovas brilhantes ocorreram: em 1006, 1054, 1572 e 1604.

Apesar de essa ser a explicação mais satisfatória para a Estrela de Belém, há um grande problema: de que não há nenhum registo de uma nova brilhante durante o período apontado para a viagem dos Reis Magos. Apenas um registro aparece para uma nova, no ano 5 a.C. Mas os chineses, que a notaram, não afirmam ter sido um grande evento, com muito brilho.

Peregrinações planetárias?

A última possibilidade é de outros planetas visíveis a olho nu. É pouco provável que os Magos tenham confundido um ou mais planetas familiares com uma estrela. Entretanto, algumas conjunções às vezes acontecem.

Talvez um agrupamento de dois ou três planetas tenha criado uma figura geométrica atraente, entre os anos sete e dois a.C. Vale dizer que tal evento seria bem raro.

Um evento parecido que temos conhecimento é o agrupamento de Marte, Júpiter e Saturno, na constelação de Peixes, no ano seis a.C.

Outra explicação possível para a Estrela de Belém é a conjunção tripla de Júpiter e Saturno, entre maio e dezembro no ano sete a.C.

Não há dúvida da visibilidade desses eventos, geralmente opostos ao sol durante a noite. Com certeza os Magos teriam notado que os planetas são se separaram muito durante as três conjunções. De fato, por oito meses consecutivos – o tempo estimado para uma viagem de 800 quilômetros entre a Babilônia e a Judeia – Júpiter e Saturno ficaram com três graus de separação, entre o fim de abril do ano sete a.C. e começo de janeiro do ano seis.

Mas talvez nenhum agrupamento planetário se iguale ao dos dois planetas mais brilhantes, Vênus e Júpiter. E se levarmos em conta o único comentário sobre a Estrela, em São Mateus, a aparência era de duas estrelas.

Talvez o sinal dos Magos veio da constelação de Leão.

Para os antigos israelitas, essa constelação era considerada significativa e sagrada. Uma conjunção muito próxima entre Vênus e Júpiter teria sido visível no céu do Oriente Médio em 12 de agosto do ano três a.C.

E esse evento teria sido avistado tanto no leste, pelos persas, quanto no oeste, explicando a frase ambígua de São Mateus.

Vênus acabou sumindo com o sol, mas Júpiter e Leão continuaram no céu noturno durante dez meses. Nesse tempo, outras conjunções planetárias ocorreram, todas de grande importância para a época.

Durante algum tempo, na primavera do ano dois a.C., os Magos tiveram sua audiência com o Rei Herodes, que os questionou sobre o que haviam visto. É claro que nem ele nem seus conselheiros viram algo, já que ela apareceu entre quatro e cinco da manhã, hora em que estavam dormindo. Assim, o Rei enviou os Magos em sua busca por Cristo.

Então, durante o mês de julho do ano dois a.C., Vênus retornou para a mesma região do céu, com ainda mais brilho. Os Magos com certeza perceberam isso, e no dia 17, Júpiter e Vênus pareceram ainda mais juntos do que em agosto passado.

A astronomia pode nos dizer se essas conjunções ocorreram. Mas se alguém as observou, e se os Magos realmente fizeram sua jornada, já é outra questão.

Uma ocorrência sobrenatural?

E finalmente, a Estrela de Belém foi um milagre?

Hubert J. Bernhard, que por muitos anos foi professor no Planetário Morrison, em São Francisco, EUA, fez uma série de quatro álbuns em 1967 para educar e popularizar a astronomia. Eles receberam o nome de “Série de Aulas do Planetário”, e um dos tópicos falava sobre a famosa Estrela. No final desse trecho, Bernhard dizia o seguinte:

“Se você aceita a história contada na Bíblia como verdade literal, então a Estrela do Natal talvez não tenha sido uma aparição natural. Seu movimento pelo céu e habilidade de se manter e marcar um local indica que não foi um fenômeno natural, mas um sinal sobrenatural. Algo que a ciência nunca vai conseguir explicar”.

De fato, esse é um mistério que a ciência moderna nunca conseguiu desvendar. A astronomia já nos levou o mais longe possível. A decisão final é sua. No que você acredita? [MSN]

Traços alienígenas na Lua?

7333929_.jpg

Será que a Lua já foi palco de explorações alienígenas? Para pesquisadores da Universidade Estadual do Arizona, a resposta é sim. E mais do que isso: tal especulação rendeu um artigo científico sobre a importância da busca por supostos artefatos alienígenas na superfície lunar.

De acordo com Paul Davies, físico teórico e cosmólogo, e Robert Wagner, estudioso da Escola da Exploração da Terra e do Espaço, é hora de ampliar a procura por inteligência extraterrestre. Ao invés de olhar apenas para as mensagens de rádio, a ciência deve procurar por vestígios de explorações alienígenas em corpos celestes do nosso sistema solar – a começar pelo nosso satélite natural.

No estudo, é dito que as civilizações alienígenas podem ter enviado sondas para a nossa região da galáxia e que essas missões teriam ocorrido há muito tempo. Para os pesquisadores, o ambiente lunar poderia ter preservado os artefatos durante milhões de anos, já que não há muita atividade por lá. Eles até indicam o uso do banco de dados do Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO), da Nasa, para encontrar fotografias sobre os traços alienígenas.

Segundo Davis e Wagner, há uma grande probabilidade dos aliens terem deixado um recado, do tipo ‘Estivemos aqui!’, em uma cratera ou uma das cavernas de lava que existem na superfície lunar.

Fonte: http://blogs.estadao.com.br/radar-cientifico/2011/12/26/cientistas-dizem-que-devemos-pesquisar-a-lua-a-partir-de-tracos-alienigenas/

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Tempestade solar: sinais de rádio podem ser afetados nos próximos dias


Segundo o site Daily Mail, sinais de rádio podem sofrer com interferências nos próximos três dias devido a uma tempestade solar que deve atingir a Terra a partir de hoje. De acordo com o informativo, o nosso planeta está prestes a receber uma onda de partículas ocasionada por um aumento da atividade do Sol, o qual ocorre em ciclos de 11 anos e deve ter o seu pico atingido em 2013.

O Space Weather Prediction Center, da National Oceanic and Atmospheric Administration, escreveu que “tempestades geomagnéticas de categoria G1 são esperadas entre os dias 28 e 29 de dezembro devido à chegada e à ejeção de múltiplas massas coronais. Quedas no sinal de rádio são esperadas até 31 de Dezembro".

Em contrapartida a esse possível incômodo, a incidências dessas massas de gases repletas de radiação ultravioleta (que podem alcançar velocidades de até 8 milhões de km/h e atingir 100 milhões de °C) na atmosfera terrestre pode ocasionar belíssimos fenômenos nos céus, como as auroras boreais.


Fonte: http://www.tecmundo.com.br/curiosidade/17068-tempestade-solar-sinais-de-radio-podem-ser-afetados-nos-proximos-dias.htm

Primeiras estrelas do universo não eram tão grandes assim


As primeiras estrelas do universo podem ter tido menos da metade do tamanho que os cientistas acreditavam. O novo limite de tamanho proposto por novos estudos resolveria um dos mais antigos mistérios da astronomia: o motivo pelo qual alguns elementos são mais abundantes no universo do que prevê a teoria.

Nas primeiras centenas de milhões de anos depois do Big Bang, as estrelas primordiais se formaram a partir de hidrogênio atômico, hélio e pequenas quantidades de outros elementos. Cálculos iniciais mostraram que essas estrelas primitivas teriam entre 100 e 200 vezes a massa do nosso sol.

Agora, uma equipe de pesquisadores da NASA usou simulações de computador para demonstrar que as nuvens de gás que originaram as estrelas teriam sido muito mais quentes do que se pensava.

Esse gás quente se expande e não agrega o disco que eventualmente forma as estrelas. Consequentemente, as primeiras estrelas devem ter tido massas aproximadamente 40 vezes maiores do que nosso sol, apenas.

Estrelas desse porte ajudariam a explicar a distribuição dos elementos que vemos hoje. Quando as primeiras estrelas explodiram como supernovas, elas expeliram novos elementos em proporções que dependiam da massa da explosão.

As explosivas mortes de estrelas com cerca de 100 vezes a massa do sol ou mais não poderiam ter produzido elementos nas proporções que os astrônomos veem. [NewScientist]

Fonte: http://hypescience.com/primeiras-estrelas-do-universo-nao-eram-tao-grandes-assim/

Site da Casa Branca fica fora do ar impedindo petição para desacobertamento de ET`S alcacançasse meta - Nova petição será enviada

Em apoio ao Paradigm Research Group – PRG, o OVNI Hoje tem acompanhado e divulgado aqui as ações tomadas por este grupo, a fim de que o governo dos Estados Unidos revele informações sobre a realidade extraterrestre. (Ver link: http://ovnihoje.com/2011/12/nova-peticao-para-o-liberacao-de-informacoes-sobre-a-realidade-extraterrestre-e-colocada-no-site-da-casa-branca-eua/ ).

Acabamos de receber um novo e-mail do PRG, no qual nos foi informado que o site “We the People” da Casa Branca (propositalmente?) teve problemas técnicos no mês de dezembro, impedindo que a petição para o desacobertamento alcançasse as 25.000 assinaturas necessárias para uma resposta formal do governo dos EUA. Lembrando que quando foi lançado, o site somente exigia 5.000 assinaturas.

Leia o e-mail que recebemos do PRG:

O site “We the People” da Casa Branca, onde foi colocada mais uma petição para a divulgação da realidade extraterrestre (Disclosure Petition II – the Rockefeller Initiative), funcionou intermitentemente durante o mês de dezembro. Milhares de pessoas tiveram problemas com seus cadastramentos, ou mesmo para logar no sistema e assinar a petição. O PRG recebeu inúmeros e-mails de pessoas que queriam assinar a petição, mas ficaram impossibilitadas devido aos problemas técnicos. Além disso, a seção “We the People” estava frequentemente fora do ar para manutenção. Consequentemente, todas as petições submetidas em dezembro tiveram pouca chance de alcançar as requeridas 25.000 assinaturas para que fosse obtida uma resposta formal da Casa Branca.

O PRG confirmou a existência destes problemas com a equipe da Casa Branca e foi informado que os mesmos estão sendo consertados.

Assim, a “Disclosure Petition II – the Rockefeller Initiative” será resubmetida à Casa Branca em janeiro, acompanhada por uma considerável quantidade de promoções de imprensa e da web. Lembramos que a re-submissão terá um link novo.

Esta petição foi especificamente formulada para desafiar a declaração oficial da Casa Branca em 4 de novembro de 2011, de que “O governo dos EUA não possui evidência da existência de vida fora de nosso planeta, ou de que uma presença extraterrestre tenha contatado ou engajado qualquer membro da raça humana. Além disso, não há informação acreditável que sugira que evidências estejam sendo escondidas da população.“

A primeira petição e a resposta da Casa Branca gerou uma maior cobertura da imprensa do que todas as outras petições submetidas juntas. Se a segunda petição tivesse alcançado rapidamente as 25.000 assinaturas necessárias, o impacto sobre o processo de Desacobertamento poderia ser dramático. Mas isto depende de você.

Se você já tiver cadastrado no “We the People“, se prepare para assinar novamente em janeiro. Se você ainda não se cadastrou, entre no link www.whitehouse.gov/petitions e faça seu registro. Qualquer pessoa, de qualquer país pode se registrar e assinar as petições.

A atual petição permanecerá no ar até 31 de dezembro. Se quiser assiná-la só para praticar, sinta-se à vontade. -PRG

Fonte: http://ovnihoje.com/2011/12/site-da-casa-branca-fica-fora-do-ar-impedindo-que-peticao-para-desacobertamento-de-ets-alcancasse-meta-nova-peticao-sera-enviada/

Imagem da SOHO mostra objectos anómalos

Esta imagem interessante nos foi enviada pelo leitor Rogério, e mostra vários objetos anômalos cortando o espaço diante da lente da câmera do satélite SOHO, cuja função é a de monitorar o Sol. Como pode ser visto pela data estampada na foto, isso ocorreu em 22 de dezembro passado.

Pode não ser nada de mais, mas não deixa de ser uma imagem muito interessante que merece uma explicação.

Já pudemos ver algo quase similar após uma ejeção da corona solar, mas as trajetórias das partículas não eram tão retilíneas quanto às desta foto.

Até já sei duas das possíveis explicações da NASA para tal anomalia: 1) Blocos de gelo “passando em altíssima velocidade”, ou 2) defeitos ou artefatos na imagem digital.

Você consegue pensar em mais alguma?

Fonte: http://ovnihoje.com/2011/12/imagem-da-soho-mostra-objetos-anomalos/



A Casa Branca estaria mentindo sobre a realidade Extraterrestre ?

Em enquete realizada na Internet a maioria das pessoas pesquisadas acreditam que a Casa Branca esteja mentindo quando diz que o governo dos Estados Unidos não tem evidência da existência de seres extraterrestre.

De acordo com os participantes da enquete, 99% acreditam que OVNIs de origem extraterrestre têm visitado a Terra agora, ou no passado.

E aproximadamente 98% acreditam que o governo dos EUA sabe mais do que está falando sobre os OVNIs e extraterrestres, assim desafiando a recente declaração da Casa Branca de que o governo/cientistas/CIA/militares não tenham informações que apoiem a existência de ETs.

“Quando perguntada, a maioria das pessoas acha que o governo sabe mais e possui mais informações do que está dizendo… que suporta a existência de extraterrestres,” disse o Dr. Simeon Hein, diretor do The Mount Baldy Institute for Resonant Viewing em Boulder, Colorado (http://us.lrd.yahoo.com/SIG=11eau1lm0/EXP=1325865362/**http%3A//www.mountbaldy.com/), o qual conduziu a enquete, que contou com a participação de 300 pessoas.

Mas o que algumas pessoas podem achar surpreendente é que mais da metade daqueles entrevistados admitiram ter avistado OVNIs por todo os EUA e até mesmo em Israel, e descreveram seus avistamentos em grande detalhe.

“Isto não é surpreendente de forma alguma“, disse o Dr. Hein. De acordo com ele, “A declaração da Casa Branca foi feita por um membro da equipa de baixo escalão (Phil Larson), em resposta às duas petições no site de Obama…“. Uma das petições alcançou mais de 6.000 assinaturas e a outra 12.000. “Eu acho que a declaração é contrária às evidências que temos acumulado pelos últimos 60 anos,” adicionou Hein.

O Dr. Hein ainda alega que o ex-presidente Bill Cinton também foi desviado de sua tentativa de obter a verdade enquanto era presidente. Hein aponta para a declaração que Clinton fizera em 2005 na cidade de Hong Kong após deixar seu cargo, quanto foi perguntado sobre o conhecimento do governo a respeito dos seres alienígenas.

“Tentei descobrir se haviam quaisquer documentos governamentais secretos que revelassem coisas e se eles existem, foram escondidos de mim também,” disse o ex-presidente. “Eu não seria o primeiro presidente para o qual os subalternos teriam mentido, ou que os burocratas de carreira tivessem enrolado.”

“Mas deve haver algum membro de carreira em algum lugar escondendo estes segredos obscuros, mesmo de Presidentes eleitos,“Clinton disse na época. “Mas se for verdade, eles conseguiram me enganar, e estou quase envergonhado de dizer a vocês que eu tentei descobrir a verdade.”

Hein diz que há centenas de ex-engenheiros aeronáuticos e ex-oficiais da NASA, forças armadas e serviços de inteligência que possuem evidências contrárias à declaração da Casa Branca.

Larson também deixou a porta aberta quando declarou no site da Casa Branca que muitos cientistas e matemáticos acreditam que, estatísticamente falando, as probabilidades são altas de que haja vida em algum lugar entre os “trilhões e trilhões de estrelas no universo” — embora as probabilidades de contato com não humanos sejam remotas. – Gail Horowitz

Fonte: http://ovnihoje.com/2011/12/a-casa-branca-estaria-mentindo-sobre-a-realidade-extraterrestre/

Homem milagrosamente salva sua vida quando pedaço de satélite cai em sua casa

Andrei Krivorukov recebeu um presente de Natal: sua própria vida. Isto ocorreu quando uma bola de titânio de um satélite de comunicações russo caiu sobre sua casa. Ele teria escapado da morte por somente alguns metros.

O satélite russo, Meridian, que seria usado para comunicação civil e militar foi destruído quando o foguete Soyuz-2 explodiu no ar, somente alguns minutos depois de seu lançamento de Plesetsk, um porto espacial localizado a 800 km de Moscou.

O acidente enviou vários pedaços sobre a Sibéria, perto da cidade de Tobolsk.

Um desses pedaços era uma bola de titânio, de aproximadamente 5 Kg que atravessou o teto de Krivorukov, caindo exatamente onde ele estava minutos antes. Ele havia decidido ir até seu quintal para catar lenha para sua lareira.

Mas este não foi o único presente que ele ganhou. A Câmara de sua cidade disse que irá pagar pelos reparos.

Vale notar que as bolas de fogo que foram vistas na Alemanha, Polônia e Holanda, (publicado aqui no OVNI Hoje anteontem (25/12)), foram justificadas como sendo restos deste mesmo foguete.

Parece que ultimamente cada vez mais objetos começam a despencar do céu.

Vamos ficar atentos.

Fonte: http://ovnihoje.com/2011/12/homem-milagrosamente-salva-sua-vidaa-quando-pedaco-de-satelite-cai-em-sua-casa/

Cientistas dizem que deveria ser feita uma varredura na superficie da Lua para procurarmos por sinais de ET`S

Centenas de milhares de fotos da Lua serão examinadas a fim de encontrar sinais de que alienígenas uma vez visitaram nosso vizinho cósmico, se os planos sugeridos por cientistas forem levados à frente.

Extraterrestres poderiam ter deixado mensagens, instrumentos científicos, pilhas de lixo, ou evidência de mineração na superfície lunar, que poderiam ser avistados por nossos telescópios ou sondas que orbitam a Lua.

Embora as chances de encontrar o produto de alienígenas que possivelmente passaram por lá há milhares de anos são excepcionalmente remotas, os cientistas argumentam que uma procura computarizada de imagens lunares, ou uma análise feita por um mutirão de entusiastas amadores, seria monetariamente razoável para justificar a importância de uma descoberta em potencial.

O Professor Paul Davies e Robert Wagner da Arizona State University argumentam que as imagens da Lua e outras informações coletadas pelos cientistas deveria ser examinadas minuciosamente por sinais de intervenção alienígena. A proposta almeja complementar outros projetos de procura por vida alienígena, tal como o do SETI, que utiliza radio telescópios para monitorar o céu por possíveis mensagens enviadas do espaço por uma civilização de ETs.

“Embora haja somente uma pequena possibilidade de que tecnologia alienígena tenha deixado seus traços na Lua, na forma de artefatos, ou modificação das características da superfície lunar, este local [a Lua] tem a virtude de estar próxima de nós, e também a de preservar traços por uma duração muito grande”, os cientistas escreveram em um artigo publicado online na publicação Acta Astronautica.
Os cientistas focam suas atenções no Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO) da NASA, o qual já mapeou um quarto de toda a superfície da Lua em alta resolução desde meados de 2009. Entre estas imagens os cientistas já encontraram as áreas onde os módulos lunares Apollo e todas as sondas não tripuladas da NASA e da União Soviética desceram .

A NASA possui mais de 340.000 fotos públicas do LRO, mas espera-se que este número alcance um milhão quando a sonda terminar seu trabalho de mapeamento. “A partir deste número, fica óbvio que uma busca manual por uma pequena equipe é fútil,” escreveram os cientistas.

Uma forma de examinar todas as imagens envolveria o desenvolvimento de software para pesquisar por sinais estranhos, tais como linhas de paineis solares, ou contornos cobertos por poeira de pedreiras ou prédios abandonados. Estes podem ser visíveis por milhões de anos após terem sido construídos, porque a superfície da Lua é geologicamente inativa e as mudanças são muito lentas.

Uma abordagem alternativa seria a de enviar dezenas de milhares de fotos aos entusiastas amadores pela Internet, para que sejam examinadas.

O artefato mais fácil de se encontrar provavelmente seria uma mensagem deixada para trás intencionalmente. Ela poderia ter sido mantida em uma cápsula e deixada em uma grande cratera como a de Tycho nos planaltos do sul da Lua.

A vida alienígena poderia uma vez ter montado uma base lunar nas redes subterrâneas de tubos de lava abaixo do solo lunar basáltico, e talvez deixado lixo para trás quando partiram.

OVNI parece explodir no céu de Tijuana - México

Publicamos ontem, aqui no OVNI Hoje, sobre uma esfera que teria sido avistada por controladores de tráfego aéreo da Cidade do México.

A atividade de OVNIs no México do dia 25 não parece ter sido limitada por aquele avistamento.

O vídeo abaixo, que foi publicado no YouTube, mostra um objeto muito luminoso no céu de Tijuana, o qual pode se ver explodindo aos 2 minutos e 11 segundos. Após a explosão, uma luz verde menor sai do objeto e segundos depois outros objetos começam a sair da luz principal.

O interessante é que na hora da suposta explosão, o objeto se parece muito com o do avistamento na Rússia, que também foi publicado aqui no OVNI Hoje.

Veja o vídeo:

      

Fonte do vídeo: jmhz71

Fonte: http://ovnihoje.com/2011/12/ovni-parece-explodir-no-ceu-de-tijuana-mexico/



200 fotos mostrando anómalias em Marte

Muitos de nossos leitores já ouviram falar das anomalias encontradas nas fotos tiradas pelas sondas que orbitam ou orbitaram Marte. É muito fácil encontrar na Internet algumas dessas fotos aqui e ali.

Assim, quando encontramos este vídeo que contem 200 dessas fotos, não pudemos deixar de apresentá-lo aqui. Nele pode-se ver objetos que se parecem com pirâmides e ruínas, bem como imagens que parecem mostrar a presença de água, vida vegetal, etc.




Estariam estas fotos nos mostrando provas irrefutáveis de que há muito mais sobre Marte do que se pensa?

    

Fonte do vídeo: Kimindigo

Fonte: http://ovnihoje.com/2011/12/200-fotos-mostrando-anomalias-em-marte/



Urgente: Avistamento de OVNI é relatado por controlador de voo no México

A princípio achamos que este avistamento se tratava meramente de uma ‘piada’ natalina, mas após maiores investigações, parece se tratar de algo sério.

De acordo com o site yohanandiaz.blogspot.com, às02h30min (horário da Cidade do México) deste domingo, 25 de dezembro, foi reportado pelo controlador de tráfego aéreo do Aeroporto Internacional da Cidade do México (AICM), Enrique Kolbeck, um enorme objeto de aparência esférica que sobrevoou praticamente todo o Distrito Federal mexicano. De acordo com Kolbeck, era um objeto vermelho enorme que teria passado por cima do aeroporto. Ele afirma que todos os que estavam em serviço viram o objeto, mas que “o radar não detectou a presença do estranho objeto voador“.

Porém, Kolbeck mencionou que desde as 14h30min do sábado (24/12), houve também relatos dos controladores de tráfego aéreo desse turno, bem como telefonemas de cidadãos que “disseram estar vendo um objeto de várias cores no céu, e que mudava de forma“.

Yohanan Diaz pede que, devido a qualidade e credibilidade das testemunhas neste caso, se alguém mais tiver algum vídeo, fotos, ou algum material que possa fortalecer ao relato, que envie ao e-mail volibolo@gmail.com.

Assim, pedimos a nossos amigos do México que, caso tenham avistado o dito objeto, entrem em contato com Yohanan, e é claro, também conosco aqui do OVNI Hoje ao e-mail n3m3@ovnihoje.com.

Assim que tivermos maiores informações, publicaremos aqui no OVNI Hoje, mesmo se descobrirmos que se tratava de uma piada de Natal.

Fonte: http://ovnihoje.com/2011/12/avistamentos-de-ovni-no-mexic/

LinkWithin

´ Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...