quinta-feira, 31 de maio de 2012

Pyongyang assume arma nuclear e se diz "potência militar indomável"

Kim Jong-un assumiu o país após a morte de seu pai, Kim Jong-il, que teria dotado o país de armas nucleares


Foto AFP
A nova Constituição da Coreia do Norte afirma pela primeira vez o status de potência nuclear, segundo um texto oficial, o que complica ainda mais os esforços da comunidade internacional para convencer Pyongyang a abandonar o programa de armas atômicas. O texto da nova Constituição, revisado na sessão parlamentar de 13 de abril, acaba de ser disponibilizado no site norte-coreano Naenara (Minha nação).

"O presidente da Comissão de Defesa Nacional, Kim Jong-Il, fez de nosso país um Estado invencível em termos de ideologia política, um Estado dotado da arma nuclear e uma potência militar indomável, abrindo assim o caminho para construção de uma nação forte e próspera", afirma o texto. A Constituição anterior, revisada em 9 de abril de 2010, não incluía o termo "Estado dotado de arma nuclear".

A Comissão de Defesa Nacional, um dos principais órgãos do regime norte-coreano, foi presidida por Kim Jong-Il até sua morte em dezembro de 2011. O país agora é comandado por seu filho Kim Jong-un.

"O texto é uma notícia ruim para os participantes nas negociações dos Seis países", afirmou Kim Keun-Sik, professor da Universidade Kyungnam de Changwon. As negociações multilaterais reúnem as duas Coreias, Rússia, Estados Unidos, Japão e China. O objetivo é convencer Pyongyang a abandona o programa nuclear em troca de ajuda.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/mundo/noticias/0,,OI5805286-EI8143,00-Pyongyang+assume+arma+nuclear+e+se+diz+potencia+militar+indomavel.html

Fenômeno raro: Vênus transitará pelo Sol no dia 5 de junho

Em menos de uma semana, os admiradores do espaço sideral terão uma oportunidade única: observar a passagem do Planeta Vênus pelo Sol. O fenômeno ocorrerá no próximo dia 5 em praticamente toda a Terra, segundo a agência espacial dos Estados Unidos, a Nasa. De acordo com os especialistas, os trânsitos de Vênus são raros e ocorrem aproximadamente a cada século. A previsão é que o fenômeno não se repita até 2117.

O fenômeno começará por volta das 15h na região do Pacífico (16h em Brasília). A Nasa informou que a passagem de Vênus pelo Sol poderá ser observada em alguns países a olho nú, como o Chile, por exemplo. Os especialistas recomendam que o fenômeno não deve ser observado diretamente (sem proteção), pois a luz é intensa.

A orientação, segundo os técnicos, é usar um tipo de proteção. Os que tiverem oportunidade podem procurar os clubes de astronomia que dispõem de telescópios solares, específicos para a observação de fenômenos como o que ocorrerá no dia 5 de junho. De acordo com especialistas, a imagem é do Sol em vermelho dominado por Vênus.

Pelos dados da Nasa, os primeiros trânsitos de Vênus foram identificados no século 18. O astrônomo Edmund Halley observou os movimentos de Vênus ao analisar o Sol e a Terra. Em 1760, o navegador e cartógrafo inglês James Cook foi enviado pelas autoridades da época para observar os trânsitos de Vênus do Tahiti.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI5803118-EI301,00-Fenomeno+raro+Venus+transitara+pelo+Sol+no+dia+de+junho.html

Nebulosa brilhante esconde mistério de sua origem



A nebulosa Sharpless 2-71, ou Sh2-71, que aparece na foto, é uma nebulosa planetária, e como tal, é o resultado da expansão da camada externa de uma estrela, quando termina o combustível de hidrogênio dela. A camada expande e esfria, formando uma nuvem em torno dos restos da estrela original, mas então as poderosas emissões de radiação ultravioleta da estrela fazem com que a nebulosa brilhe.

Olhando para a foto, a gente vê uma estrela brilhante bem próxima do centro da nebulosa. A princípio, acreditava-se que esta estrela era a estrela que originou a nebulosa, mas alguns especialistas estão questionando esta ideia.

Se você olhar para a foto, há uma estrela azulada, mais fraquinha, um pouco para a direita e abaixo da estrela central. Pois bem, alguns especialistas acreditam que esta seja a estrela mãe da nebulosa. Um dos motivos é que a estrela mais brilhante, que faz parte de um sistema binário, parece não emitir radiação suficiente de ultra-violeta energético para produzir o brilho intenso da nebulosa, ao mesmo tempo que a estrela azul parece que sim.

Além disso, considerando a distância em que se encontra do material da nebulosa, a estrela azul tem o tamanho certo para ser o que sobrou da estrela que originou a nebulosa, diz David Frew, da Univesidade Macquarie, em Sydney, Austrália. Frew faz parte de uma equipe de pesquisadores que está estudando a estrela azul para compreender melhor sua natureza.

Por outro lado, os pesquisadores apontam que a natureza binária da estrela central explicaria a forma assimétrica da nebulosa. Mas a estrela companheira da estrela central ainda não foi vista, e não se sabe se ela é quente o suficiente para causar o brilho da nebulosa, ou se a estrela mais azul é por sua vez parte de um outro sistema binário.

É possível ainda, segundo Frew, que a estrela binária central e a estrela azul tenham um papel na evolução da nebulosa. Então teriam pelo menos três estrelas neste sistema.

Por enquanto, os cientistas continuam tentando entender o mecanismo caótico que gerou uma nebulosa tão irregular. A bela imagem foi feita pelo telescópio Gemini Norte, no Havaí, a cerca de 3.260 anos-luz de nós, na constelação Aquila ou Águia.[LiveScience]

Fonte: http://hypescience.com/nebulosa-brilhante-esconde-misterio-de-sua-origem/


Planeta recém encontrado está se desintegrando



Você já acessou a Enciclopédia dos Planetas Extra-Solares (exoplanetas)? É um espaço na internet no qual é possível ficar por dentro de todas as descobertas de planetas do universo além do sistema solar. Pode parecer uma ocorrência rara, mas a humanidade já descobriu mais de 760 destes planetas, e outras centenas de “candidatos” a planetas.

Na última semana, a NASA anunciou um novo achado. A mais de 1.500 anos-luz da Terra (mas ainda dentro da Via Láctea), existe uma estrela chamada KIC 12557548. Aparentemente, existe um planeta orbitando esta estrela. O único problema: segundo as observações, esta órbita é próxima demais, o que faz o planeta “vaporizar” lentamente.

Como encontrar planetas pela galáxia?

Os dados foram coletados pelo observatório espacial Kepler, que foi lançado em março de 2009 e cuja órbita percorre a mesma trajetória que a Terra faz em torno do sol. Ou seja, a sonda persegue a Terra em seu movimento anual de translação.

Essa posição foi escolhida estrategicamente, e permite ao artefato espacial procurar planetas pela Via Láctea com um engenhoso sistema. A sonda não rastreia os planetas em si, mas sim as estrelas. A ideia é focar em estrelas espalhadas pela galáxia e ficar de olho no brilho delas. Qualquer perturbação luminosa ou visual pode indicar a presença de um planeta.

Uma órbita próxima demais

Examinando a longínqua estrela, os astrônomos detectaram uma perturbação. Ao que parece, um planeta mais ou menos do tamanho de Mercúrio está deixando um rastro de poeira cósmica pelo espaço enquanto percorre sua órbita.

A razão para isso, de acordo com os cientistas, seria o fato do planeta e a estrela estarem afastados por uma distância de apenas duas vezes o diâmetro da estrela (como referência, a Terra está separada do sol por mais de cem vezes o diâmetro dele). Com isso, este novo planeta leva apenas 15 horas para circundar a KIC 12557548.

Tal proximidade faz com que o planeta esteja assando a uma temperatura de cerca de 1980 graus Celsius. É bem menos do que a superfície do nosso sol (que ferve a mais de 5500 graus Celsius), mas a proximidade é fatal. Nem o material rochoso é forte o bastante para não derreter com essa exposição. O planeta está se desmanchando.

Mas se você acha que este processo de desintegração será tão rápido que nem vale a pena incluir o planeta no catálogo, está enganado. Esta “vaporização” não acontece do dia para a noite. As estimativas apontam que ele só se dissolverá totalmente em cem milhões de anos. Ainda dá tempo de descobrir um pouquinho mais sobre ele. [Live Science / Astronomia On-line / Exoplanet / USP]

Fonte: http://hypescience.com/planeta-recem-encontrado-esta-se-desintegrando/

Estamos na era dos grandes terremotos ?


Uma série de terremotos devastadores atingiram todo o mundo nos últimos anos – desde o Japão, passando pelo Chile e pelo Haiti – provocando receio de que nosso planeta possa enfrentar tremores ainda mais catastróficos no futuro próximo.

Três equipes de pesquisa já vasculharam o histórico global de 110 anos de registros sísmicos para tentar descobrir se há uma espécie de tendência de terremotos devastadores.

Alguns dizem que sim, outros discordam.

Uma dupla de pesquisadores encontrou o que eles chamaram de “megaterremotos”, abalos de magnitude igual ou superior a 9 pontos na Escala Richter.

Um grupo de três destes tremores devastadores ocorreu entre 1952 e 1964, incluindo o terremoto de magnitude 9,5 no Chile, em 1960, o maior terremoto já registrado na Terra.

Outro conjunto de fenômenos, ainda maior, aconteceu entre 1950 a 1965 e envolveu terremotos de magnitude igual ou superior a 8,6, contam Charles Bufe e David Perkins, sismólogos do Centro de Pesquisa Geológica dos EUA, em Golden, Colorado. Eles especulam que o terremoto de força 8,4 no Peru, em 2001, pode ter marcado o início de uma nova sequência de grandes terremotos globais que estamos experimentando atualmente.

“Isso não significa o Juízo Final”, tranquiliza Bufe. “Não acredito que grandes terremotos vão ocorrer durante um longo período de tempo. Nós só estamos dizendo que parece haver um agrupamento neste momento, com uma probabilidade maior do que o normal de acontecerem terremotos de grandes proporções”, explica. “Não dá para precisar quanto tempo pode durar este agrupamento. Se não houver outro grande terremoto em anos, talvez nos próximos 10 ou 12, eu diria que provavelmente estaremos fora do agrupamento”, acredita.

Bufe sugere que, através do envio de ondas sísmicas que viajam ao redor da superfície do planeta, terremotos muito fortes podem enfraquecer ainda mais as zonas de falhas que já estão muito debilitadas. “Há uma chance de cerca de 50% de vermos um outro abalo de magnitude 9 dentro das próximas décadas”, prevê.

Apenas coincidência?

Por outro lado, este aumento recente de megaterremotos pode apenas refletir flutuações aleatórias nos padrões globais de atividade sísmica. Andrew Michael, pesquisador estatístico do Centro de Pesquisa Geológica dos EUA, sugere que este padrão de agrupamento desaparece quando as réplicas – tremores secundários que seguem um abalo grande – são levadas em consideração.

“A lição mais importante é que o acaso não significa distribuição uniforme no tempo – em vez disso, processos aleatórios podem criar agrupamento aparente e é importante considerar cuidadosamente se esses agrupamentos, ou épocas de menor atividade sísmica, vão além do que é esperado de uma amostragem aleatória”, ressalta Michael.

Se o agrupamento aparente desses terremotos é uma questão de coincidência, os sismólogos não podem prever quando outro grande tremor vai ocorrer no futuro próximo. “A recente onda de grandes terremotos pode ser explicada pela flutuação aleatória sem poder de previsão para o futuro”, garante Michael.

Registro de longo prazo

O sismólogo Richard Aster e seus colegas, do Instituto de Mineração e Tecnologia, no Novo México, Estados Unidos, observaram o histórico de terremotos juntamente com outros achados recentes para criar um registo de longa duração do tamanho cumulativo de terremotos em todo o mundo.

Eles sugerem que houve relativamente baixos índices de grandes terremotos durante os períodos entre 1907 e 1950 e de 1967 até 2004. Por outro lado, eles encontraram uma taxa alta de megaterremotos durante o período de 1950 a 1967 e parece haver outra ascensão a partir de 2004, desde o terremoto devastador de magnitude 9,2 que atingiu a Indonésia e gerou um enorme tsunami no final daquele ano.

Progressos na compreensão da existência ou não de eras de grandes terremotos são lentos tendo em vista que “simplesmente não acontecem tantos terremotos grandes assim para produzir uma melhor amostragem deste processo natural”, conta Aster. “Temos poucos sismos de magnitude superior a 9 por século. Felizmente para o nosso planeta, esses eventos são raros. Houve apenas 14 terremotos de magnitude superior a 8,5 nos últimos 111 anos”, completa. [LiveScience]

Fonte: http://hypescience.com/estamos-na-era-dos-grandes-terremotos/

Quanto tempo levou para a Terra se recuperar da maior extinção em massa ?


250 milhões de anos atrás, a crise do fim do período Permiano atingiu a Terra. Foi o pior desastre do tipo: a maior extinção em massa do nosso planeta, que nos fez perder 90% das espécies (estimativas chegam a dizer que até 99% da vida na Terra se extinguiu).

Alguns acreditam que a causa dessa extinção foi o impacto de um meteorito ou uma atividade vulcânica. Outros pesquisadores dizem que a crise desencadeou uma série de choques físicos ambientais, como o aquecimento global, a chuva ácida, a acidificação do oceano e a anoxia (ausência de oxigênio) dos oceanos. A conclusão, de qualquer forma, é de que esse desastre alterou a composição do ar radicalmente no planeta.

A intensidade dessa crise, e crises sucessivas, fizeram com que levasse cerca de 10 milhões de anos para a vida na Terra se recuperar, de acordo com um novo estudo feito por Zhong-Qiang Chen, da Universidade de Geociências em Wuhan, China, e Michael Benton, da Universidade de Bristol, Reino Unido.

Nós, seres humanos, já causamos a extinção de espécies do planeta. Durante o nosso “mandato”, estimativas sugerem que dizimamos cerca de mil espécies de animais. Como existem (de que temos conhecimento) cerca de 8 milhões de espécies vivas hoje, isso significa que, mesmo de acordo com as estimativas mais pessimistas, acabamos com 0,01% de toda a vida animal. 

Isso certamente não é motivo de orgulho, mas é muito pouco quando comparado com as grandes extinções da natureza. A comparação serve para você entender a gravidade da situação; nesse cenário, será que 10 milhões de anos foi muito tempo para tal recuperação?

A crise principal foi dramática o suficiente, mas cinco a seis milhões de anos após o desastre, o mundo continuou enfrentando condições péssimas para a existência da vida, como crises repetidas de carbono e de oxigênio, além de aquecimento global.

Essas condições não propícias impediram que os cerca de 10% das espécies sobreviventes se recuperassem rápido. Alguns até conseguiram se recuperar de forma relativamente rápida, mas a formação de sistemas complexos permanentes só foi possível após cerca de cinco milhões de anos.

Passada a gravidade dessas crises ambientais, novos grupos de animais surgiram no mar, como caranguejos, lagostas e répteis marinhos, que formaram a base dos futuros ecossistemas modernos.

Aquecimento global, chuva ácida, acidificação dos oceanos… Esses não são termos estranhos para nós, não é? Se tudo isso foi capaz de dizimar no mínimo 90% das espécies da Terra no passado, o que impede de isso acontecer de novo? 

“As causas da morte das espécies – o aquecimento global, a chuva ácida, a acidificação dos oceanos – soam estranhamente familiares para nós hoje. Talvez possamos aprender alguma coisa com estes acontecimentos antigos”, disse o professor britânico Benton. 

E é melhor aprendermos mesmo, a não ser que estejamos dispostos a esperar mais 10 milhões de anos por uma segunda chance.[ScienceDaily, Listverse]


Fonte: http://hypescience.com/quanto-tempo-levou-para-a-terra-se-recuperar-da-maior-extincao-em-massa/








Nibiru á vista. Astrônomo Brasileiro dá novo rumo á busca pelo Planeta X


A busca por evidências da existência do Planeta X - o misterioso planeta hipotético no limite de nosso sistema solar - tomou um novo rumo graças aos cálculos de um astrônomo brasileiro.

Rodney Gomes, astrônomo do Observatório Nacional do Brasil, no Rio de Janeiro, afirma que as órbitas irregulares de pequenos corpos gelados além de Netuno implicam que um planeta quatro vezes maior que a Terra está girando em volta do nosso sol nas bordas do sistema solar. As informações são do site do jornal britânicoDaily Mail.

Gomes mediu as órbitas de 92 objetos do cinturão de Kuiper - pequenos corpos e planetas anões - e afirmou que seis desses objetos pareciam ser arrastados para fora de curso em comparação com suas órbitas esperadas.


Na terça-feira, Gomes contou aos pesquisadores da Sociedade Americana de Astronomia que, provavelmente, a razão para essas órbitas irregulares fosse um companheiro solar de massa-planetária - um corpo distante do tamanho de um planeta que é poderoso o bastante para mover os objetos do cinturão de Kuiper.

Ele sugere que o planeta seria quatro vezes do tamanho da Terra - quase do tamanho de Netuno - e estaria 1,5 mil vezes mais longe do sol do que o nosso planeta.Mesmo estando em cima do muro, outros astrônomos aplaudiram os métodos utilizados pelo brasileiro.

Rory Barnes, da Universidade de Washington, falou à National Geographic que Gomes "traçou um caminho para determinar como um planeta seria capaz de 'esculpir' partes do nosso sistema solar". "Por enquanto, a evidência ainda não existe. Eu acho que o principal ponto que ele demonstrou é que há maneiras de encontrar essas evidências. Mas não acho que haja provas de que o planeta realmente está lá", afirmou Barnes.

"Para mim, é surpreendente que um companheiro solar tão pequeno quanto Netuno possa ter os efeitos que ele Rodney Gomes vê. Mas eu conheço Rodney e tenho certeza de que ele fez os cálculos corretos", disse Hal Levison, do Instituto de Pesquisa do Sudoeste em Boulder, Colorado.

Fonte: http://arquivo21.com/nibiru%20a%20vista.html




quarta-feira, 30 de maio de 2012

Prepare-se para o fim... O apocalipse zumbi começou: Ataque Canibal em Miami é apenas um entre muitos

Tem sido apelidado de "apocalipse zumbi" on-line - o ataque canibal terrível de Miami, onde um homem sem-teto atacou e comeu o rosto de outro homem sem-teto no fim de semana do feriado Memorial Day. No entanto, embora um tal crime seja raro, não é a primeira vez que um ataque desse tipo ocorreu.

Ronald Poppo, 65, foi violentamente atacado por Rudy Eugene, 31, no sábado em um ataque sangrento que teve a metade superior do rosto da vítima mordida pedaço por pedaço por Eugene.
Poppo no momento está lutando pela vida após a predação, mas permanece no hospital em estado crítico. Fotos do estado de seu rosto depois do ataque revelam que apenas as áreas onde ele tem um bigode e cavanhaque permanecem intactos em seu rosto.
O que diferencia este ataque de alguns ataques de estilo canibal semelhantes que ocorreram no passado é que Eugene atacou Poppo em plena luz do dia, ao lado de uma estrada movimentada. Outros incidentes ocorreram em privado, sugerindo que os atacantes tinham alguns pensamentos pré-meditados sobre o que eles fariam e queriam fugir disso. Eugene, no entanto, sob efeito de sais de banho, que o levou a um estado de delírio. Mesmo quando a polícia mandou-o parar de comer Poppo e render-se, ele simplesmente rosnou para eles de uma forma animalesca e continuou o seu ataque.
Os policiais foram obrigados a atirar em Eugene para dar fim ao ataque horrível, ele foi baleado 12 vezes antes de parar, segundo um relato. Ele morreu no local.
Incidentes mórbidos na Flórida nas últimas semanas levaram alguns teóricos da conspiração da Internet a sugerirem que um "apocalipse zumbi" teria chegado. Um apocalipse zumbi é quando os seres humanos se transformam em zumbis e começam a procurar os seres humanos vivos para se alimentarem. O conceito tem sido destaque em vários filmes de terror por décadas.

O blog do IHopeRickSantorum compilou uma lista de vários acontecimentos de tipo zumbi na Flórida e outros estados ao longo das últimas duas semanas:
- Em 16 de maio, alunos e professores em uma escola da Flórida tiveram que ser descontaminados após uma erupção cutânea desagradável misteriosa que surgiu entre a população escolar, de acordo com o Huffington Post.
- Em 21 de maio, um homem de Illinois, foi preso depois de supostamente morder a bochecha uma mulher de 18 anos de idade, de acordo com MySuburbanLife.com.
- Em 23 de maio, um homem na Califórnia, foi preso por supostamente arrancar a ponta do nariz de seu primo, de acordo com a NBC San Diego.
- Em 26 de maio, no mesmo dia do ataque infame canibal de Miami, um anestesista da Florida alegadamente bateu a cabeça contra o interior de uma viatura policial até que ele começou a sangrar na sequência de uma detenção por dirigir bêbado. Ele então começou a cuspir sangue supostamente no rosto de um policial, segundo a ABC News.
Um dos casos mais famosos de canibalismo ocorreu há cerca de 14 anos. Jeffery Dahmer assassinou 17 homens jovens ao longo de três décadas de 1978 até 1991. Ele atacou e matou cruelmente suas vítimas e preservou suas partes do corpo para o consumo em sua geladeira e freezer.

Fonte: http://portugues.christianpost.com/news/apocalipse-zumbi-ataque-canibal-em-miami-e-apenas-um-entre-muitos-11479/

Fim do mundo em Dois Vizinhos

Enquanto o mundo assiste perplexo os sinos das igrejas do norte da Itália indo ao chão, repicando o Juízo Final, os cientistas não vêem que aqui no Paraná outro tremor de terra pode ter consequências fatais para o planeta. Ao povo italiano a nossa solidariedade, ao premiê Mario Monti nossas condolências pelos seus mortos, o Papa Benedetto XVI que nos perdoe, mas o verdadeiro princípio do fim do mundo foi o tremor de terra que abalou Dois Vizinhos, município aqui do sudoeste do Paraná.
Na madrugada de segunda-feira, a princípio os duovizinhenses imaginaram se tratar de mais uma centena de novas colheitadeiras entrando na cidade. Quando abriram os olhos foi que perceberam as portas do guarda-roupa se mexendo sozinhas e as pernas da mesa da cozinha tentando fugir em desabalada carreira.
Os geólogos com seus sismógrafos podem ter razão ao afirmar que o tremor foi reflexo de um abalo ocorrido na Cordilheira dos Andes, mas ninguém nos tira a cisma de que um terremoto em Dois Vizinhos só pode ser princípio do fim. Terra prometida dos pioneiros paranaenses, assim como a Itália é o " Giardino del mondo", Dois Vizinhos é o "Celeiro do mundo". Além das suas belezas naturais, ela faz parte do cabedal de cidades com nomes poéticos do Paraná.
Paranapoema é um belo exemplo. De tão belo, os paranapoemenses deveriam erguer uma estátua de Helena Kolody no meio da praça. Se Maringá é canção, Paranapoema é poesia no próprio nome. Assim como Corbélia, Cerro Azul, Céu Azul, Grandes Rios, Umuarama, Pitanga e até Sapopema, Dois Vizinhos é um nome que suscita a imaginação. Na origem, é a saga de dois pioneiros. Desceu um pelo Rio Iguaçu, desceu outro pelo Rio Chopim.  Ao se encontrarem, abriram duas clareiras onde ergueram duas casas. No meio passava um riacho e assim podemos escrever uma história de dois vizinhos que fundaram uma cidade.
Contam os antigos que desde que o mundo é mundo existia uma grande polêmica no Paraná. Segundo o povo de Foz de Iguaçu, o mundo nasceu nas Cataratas. Segundo o povo de Ponta Grossa, o mundo nasceu em Vila Velha.
Deus, vendo que aqueles dois povos iam acabar peleando, ergueu os braços e acabou com a discussão: "In midium virtus". Como a virtude está no meio, o Criador fez uma média entre Foz do Iguaçu e Ponta Grossa e disse aos seus discípulos: o mundo nasceu em Dois Vizinhos.
Portanto, um terremoto em Dois Vizinhos só pode ser o aviso do fim do mundo.

Fonte: http://www.parana-online.com.br/colunistas/67/92353/

terça-feira, 29 de maio de 2012

Terramoto no Norte de Itália faz 16 mortos

Um forte sismo foi sentido nesta terça-feira de manhã no Norte de Itália. O balanço provisório aponta para pelo menos 16 mortos.

A proteccção civil italiana confirmou a morte de 15 pessoas, mas mais tarde o Corriere della Sera noticiou 16 mortes na sequência do terramoto que atingiu a região de Modena, no Norte de Itália. O número de feridos não é exacto - estima-se que cerca de 200 pessoas tenham recebido assistência médica -, enquanto pelo menos quatro pessoas foram dadas como desaparecidas. Os danos materiais são visíveis em várias localidades.

O epicentro do sismo de magnitude 5,8 foi registado a 30 quilómetros de Modena, próximo da zona do abalo do passado dia 20 de Maio, e a quase 10 quilómetros de profundidade, de acordo com os dados do Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia de Itália e os da U.S. Geological Survey, organização norte-americana que monitoriza dados sísmicos. Posteriormente, foram registadas réplicas: três com magnitude superior a 5.

A imprensa italiana descreve um "forte sismo", sentido em toda a região Norte do país, pelas 9h00 locais (8h00 em Portugal continental). O jornal italiano Corriere della Sera afirma, na edição online, que foram evacuadas lojas em Bolonha e escritórios em Milão. A circulação ferroviária em Bolonha esteve suspensa.

O primeiro-ministro Mario Monti prometeu reforçar a ajuda às pessoas e empresas afectadas. “Quero garantir que o Estado fará tudo o que for possível”, disse. “E tão rápido quanto for possível, para que a normalidade regresse a uma região tão especial, importante e produtiva para Itália”. Também o Presidente Giorgio Napolitano enviou uma mensagem de apoio à população: “Vamos superar este momento.”

Milhares de trabalhadores nas fábricas da Ferrari, Ducati e Lamborghini voltaram para casa após o sismo, e também a federação italiana de futebol cancelou um jogo amigável previsto para ontem entre a Itália e o Luxemburgo, de preparação para o Euro 2012.

As imagens da destruição





No passado dia 20 de Maio, na mesma região, um outro sismo de magnitude 6 provocou sete mortos, 50 feridos e avultados danos materiais – centenas de edifícios ficaram destruídos ou danificados. Este terramoto, que durou 20 segundos, ocorreu às 4h05 (3h05 em Portugal continental), a dez quilómetros de profundidade e a 36 quilómetros de distância da cidade de Bolonha, na região de Modena, mais concretamente em Emilia (Norte).

Milhares de pessoas dormiram em carros e em tendas montadas na rua nas noites que se seguiram ao abalo de 20 de Maio (um domingo), que danificou também “significativamente” parte do património cultural e arquitectónico da região.

O último grande sismo registado em Itália foi o abalo de magnitude 6,3, na cidade de L'Aquila, em 2009, quando morreram 300 pessoas.

Fonte: http://publico.pt/Mundo/novo-sismo-em-italia-uma-semana-apos-abalo-que-matou-sete-pessoas-1548029

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Temperatura varia até 10 graus em pontos de Rio Claro, SP, diz pesquisa




Estudo da Unesp mostra que calor é maior na periferia do município.
Diminuição da arborização ocasiona a formação de ilhas de calor.

Uma pesquisa inédita da Unesp de Rio Claro (SP) revelou que a diferença de temperatura na cidade pode chegar a 10 graus dependendo do local. O estudo faz um alerta para a diminuição das áreas verdes e consequente formação das ilhas de calor.

No fim da tarde, no Jardim Inocoop, a reportagem do Jornal Regional usou um termômetro e registrou 24 graus. A região tem poucas árvores e muito asfalto.

Já na Praça Central, que é mais arborizada, foram registrados dois graus a menos. “Isso significa que a cidade está com ‘febre’ e tem interferência na qualidade ambiental e da saúde da população”, disse a supervisora do Centro de Análise e Planejamento Ambiental (Ceapla), professora Magda Lombardo.

saiba mais

Estudo da Unesp de Rio Claro mostra áreas com maior impacto ambiental

Confira mais notícias de Rio Claro e Região

A equipe do centro fez o levantamento a pedido do Jornal Regional. Com a ajuda de imagens de satélite, ela avaliou a oscilação de temperatura entre várias regiões da cidade, durante três dias e descobriu algo inédito. “Maior calor seria no Centro da cidade, mas em Rio Claro o maior calor foi na periferia pobre e sem vegetação”, explicou.

Em um único dia e na mesma hora chegou a fazer 17 graus na floresta e 27 no distrito industrial, uma região mais afastada e com poucas árvores.

Esse é um exemplo do fenômeno climático chamado "ilhas de calor", causado pelo crescimento urbano e pela diminuição de áreas verdes, comprovado por outro estudo da Unesp que mostra perda de 40% da área verde da cidade nos últimos 40 anos. “Tendo hoje um predomínio de área impermeabilizada, favorecendo o aumento de temperatura”, afirmou a pesquisadora do Ceapla Lucimari Rossetti.
Cor roxa mostra as áreas mais frias e a verde representa os locais mais quentes. (Foto: Reprodução/EPTV)

Fonte:http://g1.globo.com

Cientistas afirmam que Marte tem elementos básicos da vida

Imagem da Nasa mostra marcas de lava vulcânica
em Marte (Foto: AFP/BBC)

Nova missão vai tentar descobrir se houve vida marciana. 

Novas evidências encontradas em meteoritos sugerem que elementos básicos para o surgimento de vida estão presentes em Marte.

O estudo descobriu que carbono encontrado em 10 meteoritos, que abrangem mais de quatro bilhões de anos da história marciana, se originou no planeta e não foi o resultado de contaminação na Terra.

Detalhes do estudo foram publicados na revista "Science".

Mas a pesquisa também mostra que o carbono de Marte não veio de formas de vida.

Uma equipe de cientistas baseada na Carnegie Institution for Science, com sede em Washington, encontrou "carbono reduzido" nos meteoritos e diz que o elemento foi criado por atividade vulcânica no Planeta Vermelho.

O carbono reduzido é o carbono que está ligado quimicamente ao hidrogênio ou entre si.

'Química orgânica'
Eles argumentam que isso é uma evidência "de que Marte realizou química orgânica durante a maior parte de sua história".
saiba mais
Jipe robô Curiosity decola rumo a Marte
Estudo identifica planetas com mais chance de vida extraterrestre

Líder do estudo, o Dr. Andrew Steele disse à BBC: "Nos últimos 40 anos, procuramos uma piscina do chamado 'carbono reduzido' em Marte, tentando descobrir onde e se está lá, perguntando se, de fato, existia".

"Sem o carbono, os elementos de construção da vida não podem existir (...) Então, é o carbono reduzido que, com hidrogênio, oxigênio e nitrogênio, compõe as moléculas orgânicas da vida".

Ele diz que a nova análise respondeu à primeira pergunta.

"Esta pesquisa mostra que, sim, o carbono reduzido existe em Marte. E agora estamos nos movendo para o próximo conjunto de perguntas".

"O que aconteceu com ele [o carbono reduzido], qual foi seu destino, será que deu o próximo passo de criar vida em Marte?", indagou.

O cientista espera que a próxima missão a pousar no Planeta Vermelho -- a Mars Science Laboratory, também conhecida como missão Curiosity -- lance mais luz sobre a grande pergunta.

"A questão se estamos sós tem sido um grande condutor da ciência, mas ela se relaciona com a nossa própria origem. Se não há vida em Marte, qual a razão? Isso nos permite traçar uma hipótese mais clara sobre por que há vida aqui".

Então, será que Steele acha que houve, ou há, vida em Marte?

Ele ri: "Tragam-me algumas pedras de lá e eu vou te responder".

Fonte:http://g1.globo.com

Forte terremoto de 6,7 graus no extremo norte da Argentina

Um terremoto de 6,7 graus na escala Richter sacudiu uma região de extremo norte da Argentina, sem relatos de ferimentos ou danos, informou a imprensa local.

O United States Geological Survey (USGS) disse que o tremor ocorreu 52 quilômetros da cidade de Añatuya em Santiago del Estero, mais de 800 quilómetros a noroeste de Buenos Aires.

Pessoal da Comissaria de Polícia Añatuya 19 diário La Nación informou que "não sentir o tremor" e até agora, tem havido relatos de danos.

O tremor foi relatado em 02:07 horas (05:07 GMT) e percepção de movimento nas áreas próximas do epicentro foi baixa devido à profundidade mais de 589 km aconteceu.


Fonte: http://www.radiosantiago.cl/2012/05/28/fuerte-sismo-de-6-4-grados-en-extremo-norte-de-argentina/

domingo, 27 de maio de 2012

Conselho de Segurança se reúne em emergência após massacre na Síria

Órgão da ONU marcou encontro para discutir ataque que matou mais de 90.
Inglaterra e França propuseram declaração condenando o massacre.



O Conselho de Segurança da ONUanunciou que se reunirá em Nova York às 14h30 locais (15h30 de Brasília) deste domingo (27) para abordar o massacre na Síria, disseram diplomatas, enquanto a Rússia tenta adiar a divulgação de um comunicado sobre a matança.

Inglaterra e França propuseram uma declaração condenando o massacre na localidade síria de Hula, onde entre sexta-feira e sábado morreram ao menos 92 pessoas, muitas delas crianças.

O ataque ocorreu na sexta-feira (25) e, segundo ativistas, foi comandado por forças do governo, o que gerou a consternação internacional.

Neste domingo, o governo sírio rejeitou qualquer responsabilidade no massacre, atribuindo sua autoria a supostos grupos terroristas.
Mulher que faz parte da missão de observadores da ONU conversa com homens no sábado (26) diante dos corpos de vítimas do massacre em Hula (Foto: Reuters/Houla News Network)

Mais de 13.000 pessoas, em sua maioria civis, morreram violentamente na Síria desde meados de março de 2011, quando começou a revolta contra o regime de Bashar al-Assad, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH) também neste domingo.

'Batalha de libertação'
O líder opositor sírio Burhan Ghaliun convocou uma "batalha da libertação" contra o regime de Bashar al-Assad até que a ONU decida empreender uma ação "sob o capítulo 7" que permita uma intervenção militar.

Ghaliun, que renunciou à chefia do Conselho Nacional Sírio (principal força opositora), justificou esta ação "a menos que a comunidade internacional assuma suas responsabilidades sob o capítulo 7" do Conselho de Segurança da ONU."Convoco o povo sírio a travar uma batalha de libertação e dignidade, contando com suas próprias forças, com os rebeldes mobilizados em todo o país e nas brigadas do Exército Livre Sírio", declarou em uma coletiva de imprensa em Istambul.

Repercussão
As mortes tiveram repercussão internacional. O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, e o emissário internacional Kofi Annan, consideraram o ocorrido uma violação "espantosa e terrível" do direito internacional.

Além da França, que já havia exigido ação sobre o plano de paz da Síria na manhã deste sábado (26), o Reino Unido também apelou a uma "resposta internacional forte" em relação à Síria. O ministro das Relações Exteriores britânico, William Hague, exigiu no sábado (26) uma "resposta internacional forte" para o "massacre" de Hula e anunciou a intenção de solicitar uma reunião de emergência do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Na mira certa: bala inteligente é capaz de acertar alvos a quase dois quilômetro de distância

Bala conta com sensores e uma espécie de computador de bordo (Fonte da imagem: Reprodução/IEEE)

Laser dá as coordenadas para que o projétil autoguiado tenha mais precisão.

Se em games como Sniper Elite V2,você pode sentir na pele as dificuldades da vida de um franco-atirador, saiba que existem pesquisas que visam deixar a vida desses soldados um pouco mais fácil.

Entre os trabalhos sendo conduzidos mundo afora, o Sandia National Laboratories, localizado no Novo México, Estados Unidos, realiza estudos para o desenvolvimento de uma munição inteligente, capaz de acertar alvos posicionados a mais de uma milha (cerca de 1,6 quilômetro) de distância.

Para lançar mão do recurso o atirador utiliza um raio laser, utilizado para marcar o alvo a ser a atingido. As balas seguem esse rastro, conseguindo obter resultados melhorados em mais de 98% dos testes com tiros entre um e dois quilômetros.

Como funciona?
Os projéteis desenvolvidos pelo laboratório contam com quatro polegadas de tamanho. No corpo do dispositivo há um pequeno computador de bordo, além de uma bateria que garante o seu funcionamento.

Já na frente da munição há um sensor óptico inteligente, que acompanha o feixe do laser apontado ao alvo e dá as instruções para correção de rota aos comandos eletrônicos que controlam a bala.

Fonte:http://tecmundo.com.br

sábado, 26 de maio de 2012

De onde veio a água da Terra?



A origem exata da água – que abrange cerca de 70% da superfície da Terra – ainda é um mistério para os cientistas. Muitos pesquisadores acreditam que a água não se constituiu ao mesmo tempo em que a Terra se formava. O líquido teria aparecido depois, após violentas colisões de objetos exteriores à Terra.

Os pesquisadores acreditam que qualquer aglomerado de água que existisse no planeta há 4,5 bihões de anos teria se evaporado, em decorrência do sol que era jovem e ainda mais escaldante. Planetas como Marte, Mercúrio e Vênus são exemplos disso – demasiadamente quentes para acumular água. Já outros corpos celestes, como as luas de Júpiter e os cometas, estiveram longes o suficiente do sol para reter gelo.

O mais possível é que, há aproximadamente 4 bilhões de anos, em um período chamado de “intenso bombardeio tardio”, objetos celestes preenchidos com água na forma de cristais de gelo tenham atingido a Terra, gerando os gigantes reservatórios de água do planeta.

Mas você deve estar se perguntando: o que seriam esses objetos? Por muito tempo os astronômos acreditavam que seriam cometas. No entanto, medições de água evaporada de vários cometas revelaram que a água presente neles tem um isótopo diferente do que existe na Terra, sugerindo que eles poderiam não ter sido nossa fonte primordial de água.

Agora, os astronônomos começam a se perguntar se a resposta para o surgimento de água na Terra estaria no cinturão de asteroides – local onde existem centenas de milhares de asteroides, nos quais já foi encontrado evidências de gelo.

Sondas enviadas para explorar esses asteroides nos próximos anos, como a nave espacial Dawn, da NASA, poderão revelar mais sobre a presença de gelo no local e nos ajudar a entender como surgiu a água na Terra. [Life's Little Mysteries, Foto]

Fonte:http://hypescience.com

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Rússia e Japão querem construir bases na lua


(Fonte da imagem: Divulgação/NASA)
Os dois países revelaram os seus planos de exploração lunar em uma conferência realizada nos Estados Unidos.

A GLEX 2012, realizada em Washington nos dias 22 a 24 de maio, reuniu os líderes de agências espaciais de diversos países para discutir os benefícios da colaboração na exploração espacial.

Enquanto a NASA, a agência espacial americana, treina os seus astronautas para explorar asteroides, outros países possuem ambições um pouco diferentes. A Rússia e o Japão, por exemplo, planejam construir bases na lua.

Vladimir Popovkin é o chefe da Roscosmos, a agência espacial Russa, e disse que o país pretende implantar operações de exploração em solo lunar. Nas palavras dele: ”Nós não estamos falando em apenas repetir o que a humanidade conquistou 40 anos atrás, nós pretendemos estabelecer bases por lá”.

A agência espacial japonesa, JAXA, também deixou claro que o objetivo do programa espacial japonês tem planos para a lua: “Nós vemos a lua como o próximo alvo da exploração humana”, disse Yuichi Yamaura, um executivo da JAXA.

Fonte:Nature,http://tecmundo.com.br/nave-espacial/24057-russia-e-japao-querem-construir-bases-na-lua.htm

Anonymous libera 1,7 GB de informações do Departamento de Justiça dos EUA



Informações foram divulgadas em torrent hospedado pelo grupo no site Pirate Bay

O grupo Anonymous assumiu a autoria do vazamento de um ataque realizado aos servidores do Departamento de Justiça dos Estados Unidos. A mensagem foi postada no site AnonNews juntamente com um link para o torrent de um arquivo de 1,7 GB de informações retiradas pelo site. De acordo com a organização, o conteúdo foi divulgado para espalhar informações, uma vez que o Anonymous não trabalha em prol de nenhum tipo de governo, mas sim em favor da liberdade da população. Em resposta ao veículo ZDNet, um representante do Departamento de Justiça norte-americano confirmou o ataque, embora tenha negado que o site do departamento tenha saído do ar durante os acontecimentos, como alega a organização.

terça-feira, 22 de maio de 2012

Supererupções não são uma exclusividade do nosso Sol

O nosso Sol está passando por um período de alta atividade, e temos presenciado inúmeras erupções e tempestades solares que, inclusive, chegam a interferir nas comunicações e transmissões por rádio aqui na Terra.

Contudo, de acordo com o MSNBC, todas as erupções observadas até agora foram relativamente pequenas, pois estrelas semelhantes ao nosso Sol podem sofrer supererupções — 10 mil vezes mais poderosas do que as que vêm ocorrendo no momento, o que provocaria consequências catastróficas para a vida no nosso planeta.
Monitoramento solar

Inúmeras dessas supererupções já foram flagradas pela sonda espacial Kepler da NASA. A agência espacial norte-americana realizou o monitoramento de 83 mil dessas estrelas durante 120 dias, registrando 365 explosões gigantescas em 148 delas, com durações que variavam entre 1 e 12 horas.

Os astrônomos também observaram que as estrelas com padrão de rotação mais lento, como o do nosso Sol, parecem ser bem menos ativas. Elas apresentam menos manchas em suas superfícies — o que indica uma menor atividade magnética —, sofrendo menos erupções do que aquelas que giram mais rapidamente.





Leia mais em: http://www.tecmundo.com.br/mega-curioso/23867-supererupcoes-nao-sao-uma-exclusividade-do-nosso-sol.htm#ixzz1vcrTrABi

Oceano poderá subir até mais de 20 metros no futuro

Ninguém sabe ao certo se as gerações futuras serão capazes de conter (e quanto) o aquecimento global. Mas um estudo da Universidade Rutgers, em Nova Jersey (EUA), faz uma afirmação alarmante: mesmo que a temperatura global não suba mais do que 2 graus Celsius no futuro, o nível dos mares deve se elevar entre 12 e 22 metros em relação a hoje.
As estimativas dos pesquisadores foram baseadas em uma abordagem diferente da maioria dos estudos desta área. Ao invés de fazer uma imprecisa projeção quanto ao futuro, os cientistas procuraram pontos de apoio no passado. Desta forma, tomaram como base um período entre 2,7 e 3,2 milhões de anos atrás, compreendido na época geológica do Piloceno.
Nestes 500 mil anos, os níveis de dióxido de carbono na atmosfera da Terra eram iguais aos de hoje, enquanto a temperatura estava 2 graus Celsius acima da atual. De lá para cá, a ampliação do nível dos oceanos foi equivalente ao derretimento de todo o gelo da Groenlândia, da porção oeste da Antártida e toda costa leste do continente gelado.
Se o padrão for verificado mais uma vez nos próximos milhares de anos, a elevação dos oceanos deverá afetar no mínimo 70% da população mundial. As gerações mais próximas no futuro ainda não sentirão estes impactos, mas o final do século XXI já deve reservar um aumento de 1 metro na altura dos oceanos. Ainda é necessário, portanto, esperar mais um pouco para ver se as projeções se confirmam.

Fonte: http://hypescience.com/oceano-podera-subir-ate-mais-de-20-metros-no-futuro/

A acidificação dos oceanos pode acabar com nosso oxigênio?

O dióxido de carbono tem um sério impacto no clima global, mas também gera um efeito terrível nos oceanos. Quando o gás se dissolve na água, forma ácido carbônico, que resulta em acidificação. Alguns experimentos já demonstraram que organismos calcificados, como os corais, e também o fitoplâncton, são afetados por esse processo.
Cientistas demonstraram agora, pela primeira vez, o potencial da alga unicelular Emiliania huxleyi de se adaptar às mudanças de pH oceânico.
Essa espécie foi isolada nas águas costeiras da Noruega e cultivada com condições de CO2 previstas para o futuro oceânico. Após um ano e 500 gerações (já que se reproduzem muito rápido), as populações se adaptaram e se desenvolveram melhor do que as não adaptadas.
“Da perspectiva biogeoquímica, a descoberta mais interessante foi provavelmente o restauro parcial nos níveis de calcificação”, afirma o cientista Ulf Riebesell.
O que foi revelado nesse estudo foram os diferentes genótipos e a acumulação de mutações benéficas. Esse tipo de mudança não havia sido descoberta antes. “Com esse estudo mostramos pela primeira vez que os processos evolucionários têm o poder de agir nas mudanças climáticas e na acidificação dos oceanos”, afirma o biólogo Thorsten Reusch. “Precisamos agora levar em consideração a evolução nos próximos estudos das consequências das mudanças globais”.
Mas isso não significa que a evolução vai parar a acidificação dos oceanos. Essa espécie de alga foi escolhida para o estudo exatamente pela rapidez reprodutiva. Espécies de vida mais longa e menos reprodução possuem um potencial de adaptação muito menor. “A história da Terra mostra as limitações da adaptação. Mudanças ambientais comparáveis as que estão acontecendo agora nos oceanos já levaram à extinções em massa rapidamente, mesmo que essas mudanças tenham sido 10 a 100 vezes mais lentas do que as que observamos hoje”.

Fonte:  http://hypescience.com/apesar-do-potencial-evolutivo-a-acidificacao-pode-matar-o-fitoplancton/

Aquecimento global e Ártico: uma bomba-relógio

Embora bovinos e ovinos sejam responsáveis por mais de 20% das emissões globais de metano – gás capaz de reter 23 vezes mais calor na atmosfera do que o gás carbônico –, esses animais são coisa pouca perto de uma das fontes mais perigosas de metano: as geleiras do Ártico, segundo estudo publicado na Nature Geoscience.
Pesquisadores da Universidade do Alasca, em Fairbanks, nos Estados Unidos, conseguiram mapear 150 mil pontos, pelos quais o metano vaza para a atmosfera.
Como explica a bióloga Katey Walter Anthony, principal responsável pelo estudo, esse gás está armazenado em depósitos naturais de gás ou carvão – reservatórios geológicos, no jargão científico –, os quais estão localizados abaixo dos lagos, pelos quais o metano também escapa.
Segundo Anthony, a maioria dos pontos de vazamento está situada em regiões do Ártico onde o permafrost (subsolo congelado) e as geleiras estão derretendo, o que é bastante lógico. “Em um planeta mais quente, o descongelamento das geleiras pode levar a vazamentos significativos de metano”, escreveram os cientistas na revista especializada.
Como afirma o professor Euan Nisbet, da Universidade de Londres, Reino Unido, que também pesquisa assuntos correlatos no Ártico, a região é uma das que mais estão se aquecendo e que mais têm fontes de metano, que aumentarão conforme a temperatura subir.
Mas o fato de os vazamentos apresentarem uma ameaça imediata ainda é controverso entre cientistas. Alguns acreditam que os impactos desses vazamentos antárticos só serão sentidos daqui a décadas, enquanto outros dizem que seu lançamento na atmosfera vai acelerar o aquecimento global. Em que você acredita?

Fonte: http://hypescience.com/aquecimento-global-e-artico-uma-bomba-relogio/?utm_medium=twitter&utm_source=twitterfeed

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Pesquisadores do Ceará registram imagem de 'mancha monstro' do Sol

Estudantes de Juazeiro do Norte podem observar mancha em telescópio.
Grupo de mancha solares AR 1476 foi descoberto por cientistas da Nasa.


Estudantes do IFCE também puderam observar
manchas solares (Foto: N-Astro/IFCE)

Estudantes do IFCE podem observar manchas solares (Foto: N-Astro/IFCE)O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) anunciou o registro de imagens de manchas solares captadas pelo Núcleo de Astronomia de campus da cidade de Juazeiro do Norte. O registro ocorreu nos dias 10 e 14 de maio. São imagens do um grupo de manchas solares AR 1476, ou Região Ativa 1476, descoberto recentemente por cientistas da Nasa. De acordo com o N-Astro, a “mancha monstro”, como foi apelidada o grupo, pode ser observada sem instrumentos ópticos, mas é necessário um filtro adequado para evitar danos permanentes nos olhos.

"Conseguimos imagens muito boas dessas manchas solares que têm um tamanho anormal das outras”, afirma o coordenador do N-Astro, Wilame Teixeira. O professor de física explica que o surgimento das manchas são comuns e a quantidade delas determina o período da atividade solar. Além das imagens feitas pelos pesquisadores, os estudantes e professores do campus de Juazeiro do Norte também observaram a “mancha monstro” no telescópio.

Segundo o núcleo, que trabalha para a divulgação científica, a segurança para observação visual e fotográfica da “mancha monstro” do Sol foi possível com a utilização de um filtro solar especial acoplado ao telescópio. As manchas solares medem um diâmetro estimado de cerca de 160.000 km, o equivalente a uma área coberta na superfície do Sol de 12 planetas Terra.

Imagem em alta resolução na região ativa 1476 (Foto: N-Astro/IFCE)Imagem em alta resolução nas manchas solares região ativa 1476 (Foto: N-Astro/IFCE)
Manchas solares

De acordo com a descrição da N-Astro, a imagem em alta resolução obtida pelo telescópio do núcleo mostra que as manchas solares são formadas por regiões escuras, chamada “umbras” e com temperatura que chega a 3.800°C, cercadas de regiões menos escuras, que são as “penumbras” e apresentam temperaturas da ordem de 5.300° C.

Segundo o núcleo, as manchas solares aparecem escuras na “superfície” do Sol porque ficam em regiões “frias” em relação às outras regiões vizinhas de temperaturas mais altas. Ao contrário do cor escura no registro fotográfico, as manchas são aproximadamente 10 vezes mais brilhantes do que a Lua cheia, segundo os pesquisadores.

Fonte: http://g1.globo.com/ceara/noticia/2012/05/pesquisadores-do-ceara-registram-imagem-de-mancha-monstro-do-sol.html

Chance de frear aquecimento está acabando

A chance de limitar o aumento das temperaturas globais em 2 graus Celsius neste século está ficando cada vez menor, advertiu o economista-chefe da Agência Internacional de Energia (AIE), Fatih Birol, nesta quarta-feira. "O que vejo agora com os investimentos existentes para as usinas em construção (...) estamos vendo a porta para a meta de 2°C prestes a ser fechada e fechada para sempre", disse Birol durante a Cúpula Global de Energia & Ambiente, da Reuters.

"A porta está ficando cada vez menor em termos físicos e de possibilidade econômica", alertou. A AIE disse em novembro passado que cerca de 80% do total das emissões de carbono relacionadas a energia admissíveis até 2035 para limitar o aquecimento já está comprometido pelas usinas de energia, prédios e fábricas existentes, deixando pouco espaço para mais.

Em 2010, os países concordaram que eram necessários cortes profundos nas emissões para manter o aumento da temperatura global média abaixo de 2°C acima dos níveis pré-industriais este século. Os cientistas afirmam que a ultrapassagem desse limite poderá resultar em um clima instável, onde os extremos climáticos são comuns, mas os esforços até agora para cortar as emissões de gases de efeito estufa não são considerados suficientes para deter um aumento para além de 2°C.

Um relatório este mês feito pela entidade Clube de Roma afirmou que o crescimento nas emissões de dióxido de carbono causará um aumento de 2°C até 2052 e de 2,8°C até 2080, embora outras estimativas sejam mais conservadoras.

Alguns países estão centrando o foco nas pressões econômicas internas, o que poderá atrasar as medidas relacionadas ao clima e aumentar o custo do combate à mudança climática no longo prazo. "Um dólar não investido agora na redução de CO2 custará US$ 4,6 na próxima década para conseguir o mesmo efeito", disse Birol.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI5777880-EI19408,00-Agencia+de+Energia+chance+de+frear+aquecimento+esta+acabando.html

Nova Zelândia está em alerta OVNI

De acordo com ovniólogos da Nova Zelândia, nos últimos dois meses tem havido um número de avistamentos de OVNIs sem precedentes na Ilha Norte daquele país.

Inclusive, há um relato de um homem que alega ter visto um OVNI pousar na região, disse Suzanne Hansen, diretora da Ufocus NZ research network. Ela disse: “Ele é uma fonte muito confiável. Ele viu o objeto que tinha pousado e disse que definitivamente não era uma nave como qualquer outra que tenha visto. …Neste momento, eu tenho 30 relatos na minha escrivaninha da Ilha Norte e de Northland, de duas ou três semanas atrás, que ainda temos que processar [fora muitos outros]… não há precedentes“.

Charles Gillard, um morador de Maungakaramea, relatou ter visto luzes estranhas pairando sobre a cadeia de montanhas Tangihua, logo após as 4h00min de anteontem (19/5). Gillard disse que as luzes brancas e azuladas definitivamente não eram um helicóptero ou um avião, e se moveram para todo o lado em alta velocidade por vários minutos antes de desaparecerem.

“Eu nunca vi nada igual antes, mas definitivamente não era alguém com uma lanterna, ou veículos, pois estava acima da linha do horizonte e não nas montanhas“, ele disse.

Após pesquisa, foi determinado que não haviam aeronaves sobrevoando a região naquela hora da manhã.

Suzanne Hansen disse que o avistamento de Gillard foi similar a outros relatos em Northland e a Ufocus estaria investigando todos os relatos feitos em seu site www.ufocusnz.org.nz.

Porém, os céticos da Nova Zelândia (New Zealand Committee for the Scientific Investigation of Claims of the Paranormal) dizem que os avistamentos de OVNIs podem ser facilmente explicados como fenômenos naturais.

Fonte: http://ovnihoje.com/2012/05/nova-zelandia-esta-em-alerta-ovni/

Presidente palestino adverte que um ataque ao Irã seria 'o fim do mundo'

Tempo para que a decisão está se esgotando rapidamente eo clima em Jerusalém é o endurecimento. Irã continua a enriquecer urânio em desafio à pressão internacional, dizendo que precisa do combustível para o seu programa nuclear civil.

O Ocidente está convencida de que verdadeiro objetivo de Teerã é construir uma bomba atômica - algo que o Estado judeu nunca vai aceitar porque os seus dirigentes consideram uma armada nuclear eo Irão uma ameaça à sua própria existência.

Somando-se a pressão internacional, o embaixador dos EUA a Israel Daniel Shapiro, disse esta semana americanas planos militares para atacar o Irã estavam "prontas" ea opção foi "totalmente disponível". O papel central do Irã joga nas deliberações de Netanyahu se reflete na enorme mapa do Médio Oriente pendurado na porta de seu escritório.

Israel encontra-se em uma borda, com o Irão ter orgulho do lugar no centro. Especialistas dizem que dentro de poucos meses, grande parte do programa nuclear do Irão foram movidos subterrâneo profundo abaixo da montanha Fordow, fazendo um ataque bem-sucedido militar muito mais difícil.

Diplomatas estão divididos. "Eu acho que a coisa Irã é um arenque vermelho", disse um enviado sênior ocidental. "Isto é 98 por cento sobre política interna." Outros estão menos convencidos. Mofaz se recusa a falar sobre a ação militar contra o Irã, mesmo no teórico.

Um veterano militar com experiência de quase 40 anos de funcionamento, cujo escritório no parlamento israelense exibe um cartaz de aviões israelenses voando baixo sobre o campo de concentração de Auschwitz, ele zomba da idéia de que sua descendência iraniana lhe confere uma influência especial sobre uma decisão de ataque ao Irã.

Ele ridiculariza a idéia de qualquer funcionário sério no saber falaria com jornalistas visitantes sobre um assunto tão sensível militar. Mas por trás da linguagem cuidadosamente evasivo de altos funcionários, fatos básicos são claros. O tempo está se esgotando.

Programa nuclear do Irã - considerado por Netanyahu como uma ameaça existencial para o Estado de Israel - em breve será enterrado a uma profundidade suficiente no subsolo para tornar impossível um ataque israelense. As opções do Estado judeu estão a diminuir.

"Eu acho que eles entraram em modo de bloqueio agora," o importante diplomata ocidental disse. "Tudo o que acontece a seguir, tudo o que decidir, não vai descobrir até que aconteça. Eu acho que eles tomaram a decisão de atacar ", disse uma figura israelense com fortes laços com a liderança. "Isso vai acontecer.

A janela de oportunidade é antes da eleição presidencial dos EUA em novembro. Dessa forma, eles vão saltar os norte-americanos em apoiá-los "Aqueles perto de Netanyahu são mais cautelosos, dizendo que nenhuma suposição deve ser feita sobre um ataque ao Irã -.

Um ataque com tais consequências potencialmente devastadoras em todo o volátil Oriente Médio que o presidente palestino, Mahmoud Abbas, mesmo foi tão longe para prever em uma entrevista à Reuters na semana passada que seria "o fim do mundo."

Fonte: http://arquivo21.com/Presidente%20palestino%20adverte.html

Possibilidade de Tsunami Gigante poder atingir EUA


Ondas oceânicas gigantes, semelhantes às que assolaram o Japão no ano passado, ameaçam a Califórnia e o Havaí. De acordo com os resultados de uma pesquisa levada a cabo pelo Instituto de Mineração do Novo México, existe a possibilidade de um sismo de 9 graus, provocado por uma falha geológica perto das ilhas Aleutas.

A opinião corrente dos cientistas mundiais é que a Terra entrou numa nova fase sísmica. Por exemplo, a placa Eurasiática moveu-se 20 metros para leste, resultado do terremoto no Japão em 2011. Além disso, o movimento divergente das placas Eurasiática e Africana parou, o que pode significar o início, em breve, do processo de aproximação.

Fonte: http://arquivo21.com/tsunami%20gigante%20pode.html

Informante da DHS avisa que os E:U:A se estão a preparar para uma guerra civil massiva


Em uma entrevista fascinante na TruNews rádio na quarta-feira 02 de maio, o investigador particular Doug Hagmann disse em alto som, que fontes confiáveis ​​lhe disseram que o Departamento de Segurança Interna dos EUA (DHS) se prepara para "guerra civil em grande escala" na América.

"Nós temos problemas. . . O governo federal está se preparando para revolta civil ", acrescentou," então cada vez que você ouvir sobre movimentos de tropas, cada vez que você ouvir sobre os movimentos de equipamento militar, a militarização da polícia, a compra da munição, tudo isso é. . . eles (DHS) estão se preparando para um levante em massa."Hagmann continua a dizer que suas fontes lhe dizer as preocupações do DHS resultam de um colapso do dólar dos EUA e da hiperinflação um colapso no valor da moeda de reserva mundial primário implica uma nação de 311 milhões de americanos, que, para o porção significativa da população, é armado.

Rebeliões na Grécia é, de fato, um problema, mas um levante armado de americanos se torna uma questão de segurança nacional sério, um ponto abordado em um relatório recente do Pentágono e destacou como uma vulnerabilidade e uma ameaça para os EUA durante a guerra jogo de exercícios o Departamento de Defesa no ano passado, de acordo com um dos jogos de guerra do DOD participantes, Jim Rickards, autor de Guerras de moeda: a construção da próxima crise mundial.

Através de suas fontes, Hagmann confirmou Rickards "tese em curso de um medo de um colapso do dólar dos EUA em mãos dos chineses (US detentores de títulos do Tesouro de cerca de US $ 1 trilhão) e, possivelmente, os russos (ameaçando lançar um rublo ouro-backed como uma alternativa atraente para o dólar dos EUA) em retaliação agressivas iniciativas de política externa dos EUA contra a China e aliados estratégicos da Rússia o Irão ea Síria.

"A única fonte que temos eu conheço desde 1979," Hagmann continuou."Ele começou como patrulheiro e, atualmente, ele agora está trabalhando para uma agência federal, sob a égide do Departamento de Segurança Interna, ele está em uma posição para saber o que as políticas estão sendo iniciadas, quais políticas estão sendo planejadas neste momento, e ele está nos dizendo agora olhar, o que você está vendo é apenas a ponta do iceberg. Estamos nos preparando, nós, ou seja, o governo, estamos nos preparando para uma guerra civil em grande escala neste país. "

"Não há exagero aqui", acrescentou ele, ecoando previsão Fundador Trends Research Institute Gerald Celente do ano passado. Celente prevê um colapso do dólar dos EUA e motins na América algum tempo este ano.

Desde previsão Celente da 'Guerra Civil' do ano passado, o executivo ordens DDAA e Defesa Nacional preparação Recursos foram assinados em lei pelo presidente Obama, que são ambas as ações politicamente prejudiciais tomadas por um presidente em exercício.

E, mais recentemente, as solicitações feitas pelo DHS para a aquisição de 450 milhões de cartuchos de ponta oca especulação combustíveis munição apenas de um evento futuro trágico esperado em solo americano.

Estes grandes eventos, como chocantes ao povo americano como eles são, ter ocorrido durante um ano eleitoral.

A escalada actividades preparatórias pelo Poder Executivo e DHS ao longo da década passada, desde o Patriot Act, de ordens executivas inúmeras elaborados a suspensão (ou tira) Americana liberdades civis "são apenas o começo" do pesadelo para vir, Hagmann disse.

Ele acrescentou: "Ele vai ficar muito pior para as eleições, e eu nem tenho certeza que vamos ter uma eleição neste país. Vai ser tão ruim, e isso, bem, vem de minhas fontes. Mas uma fonte em particular, disse, 'olha, você não entende como é ruim. " Este material é real; essas pessoas, o Department of Homeland Security (DHS), eles estão prontos para lutar contra o povo americano ".

TruNews dos Wiles perguntou Hagmann: quem é que o DHS esperar para lutar, em particular? Outra Norte contra Sul, o Yankees contra os confederados? Hagmann declarou a situação é muito pior do que uma luta entre duas facções dentro os EUA, é um evento de emergência antecipada nacional centrada na moeda do país."O que eles [DHS] estão esperando, e de novo, isto está de acordo com minhas fontes, o que eles estão esperando é a sustentabilidade un-do dólar americano", disse Hagmann.

"E sabemos para um fato que não podemos mais atender a nossa dívida. Não vai ser um período de hiperinflação. . . o dólar vai ser inútil. . . O colapso econômico será tão grave, as pessoas não vão estar prontos para isso. "

Fonte: http://arquivo21.com/eua%20estamos%20nos%20preparando.html

domingo, 20 de maio de 2012

«Vamos ter uma nova ordem mundial muito em breve»

O ex-Presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas Diogo Freitas do Amaral considerou hoje que está para breve uma nova ordem mundial e defendeu que ela seja construída com base na Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Ao participar num debate sobre direitos humanos promovido pela Amnistia Internacional e pela Universidade Lusófona, o ex-ministro dos Negócios Estrangeiros fez um resumo da história da Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH), aprovada pela ONU em 1948.

Referindo-se à atualidade, admitiu que, «a pretexto da luta contra a crise económica, [o mundo vive] outra vez uma fase baixa, uma fase difícil, quase de parêntesis» na DUDH, mas recordou, citando a história, que «uma vez aprovados, estes textos internacionais acabam por triunfar» quando as circunstâncias permitem «repensar tudo outra vez».

«O meu voto é de que nessa nova ordem mundial, em que não somos capazes de adivinhar como vai ser, a DUDH continue a ser uma peça fundamental porque é na base do respeito da dignidade do homem que se pode passar para um mundo melhor», disse à Lusa, no final da sua intervenção.

Para Freitas do Amaral, «a ordem mundial que resultou do final da II Guerra Mundial, que se corporizou na ONU e na DUDH, está a chegar ao fim ou pelo menos está no fim de um primeiro ciclo».

«O poder soviético desapareceu, está a emergir o poder chinês, os EUA estão a perder força e influência, a Europa está mergulhada numa crise da qual não consegue sair, ou pelo menos até agora não conseguiu e já lá vão três ou quatro anos, e por isso está tudo em causa», exemplificou o fundador do CDS-PP.

Referindo-se ainda ao «perigo nuclear no Irão e na Coreia do Norte», afirmou que o mundo se sente «um pouco impotente para resolver esses grandes problemas».

«Estamos precisados de entrar numa nova ordem mundial e já temos quase todos os elementos necessários para a construir, não vai tardar muito. Quer a Europa resolva a sua crise, quer não; quer o Euro se mantenha, como eu desejo, quer expluda, vamos ter uma nova ordem mundial muito em breve», antecipou.

Fonte: http://www.tvi24.iol.pt/iol-push---sociedade/freitas-do-amaral-direitos-humanos-tvi24-nova-ordem-mundial-ultimas-noticias/1348792-6182.html

Tremor de 4,2 atinge cidade de Montes Claros, em Minas Gerais

Um tremor de terra ocorrido na manhã deste sábado (19) na cidade mineira de Montes Claros (418 quilômetros de Belo Horizonte) assustou moradores e causou rachaduras em pelo menos um edifício. Não há registro de vítimas. O chefe do Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB), Lucas Barros, falou que, mesmo sem medida de intensidade exata, o tremor está com certeza entre um dos maiores registrados em Montes Claros e pode chegar a 4,2 graus de magnitude.
O instituto, que calcula os abalos sísmicos no Brasil, parou de receber os dados do terremoto na manhã de ontem e não pode estimar a intensidade exata do abalo. “A cidade de Montes Claros está localizada em uma falha geológica, que fica especificamente dentro do bairro Atlântida. Por isso que sempre acontecem tremores por lá”, explicou o especialista.
Barros afirmou que, segundo  relatos da população, é possível estimar que o abalo chegou a registrar um ápice de 6 ou 7 pontos de intensidade. “Em uma escala que vai de 1 a 12, que é um índice que calculamos a partir da percepção das pessoas, o fato em Montes Claros, pode ter atingido o máximo de 7 pontos”, disse. “Para deixar claro, podemos dizer que, na Escala Richter, o tremor foi de aproximadamente 4,2 pontos”, afirmou Barros.
Ele explicou ainda que todos os abalos que já atingiram a cidade no Norte de Minas Gerais são tremores de superfície terrestre, ou seja, são acomodações da crosta. “Dependendo de onde estão os pontos centrais de alguns abalos, um tremor de 4,8 pontos já pode causar danos para cidades urbanas”, diz Barros. O especialista não descartou a possibilidade de novos tremores atingirem a cidade. “Certamente pequenos sismos ainda estão acontecendo na região, mas são imperceptíveis para a população. Não podemos descartar as chances de um novo sismo acontecer em Montes Claros”.
O Corpo de Bombeiros disse ter recebido centenas de ligações com relatos de quedas de objetos no interior das moradias além de pequenos danos nos imóveis. Muitas pessoas também queriam saber se havia a possibilidade de réplicas e se poderiam permanecer em casa. O prédio de quatro andares onde funciona o Shopping Popular, no centro da cidade, sofreu rachaduras. As imagens de uma câmera do circuito interno do shopping registraram a correria no momento do tremor.
Segundo os bombeiros, os tremores de terra são comuns em Montes Claros. No dia 2 de abril deste ano, foram registrados três tremores.

Nasa calcula 4700 asteróides que podem atingir a Terra

Washington, 16 mai (EFE).- A Nasa calcula que há 4.700 asteroides potencialmente perigosos para a Terra, segundo os dados da sonda WISE, que analisa o cosmos com luz infravermelha, informou nesta quarta-feira a agência espacial americana.

A agência assinalou que as observações da WISE (Wide-field Infrared Survey Explorer) permitiram a melhor avaliação da população dos asteroides potencialmente perigosos de nosso sistema solar.

Esses asteroides têm órbitas próximas à Terra e são suficientemente grandes para resistir à passagem pela atmosfera terrestre e causar danos se caírem no nosso planeta.

Os novos resultados foram recolhidos pelo projeto NEOWISE, que estudou, utilizando luz infravermelha, uma porção de 107 asteroides potencialmente perigosos próximos à Terra com a sonda WISE para fazer prognósticos sobre toda a população em seu conjunto.

Segundo a Nasa, há aproximadamente 4.700 deles - com uma margem de erro de mais ou menos 1.500 -, que têm diâmetros maiores de 100 metros.

Até o momento, calcula-se que entre 20% e 30% desses objetos foram localizados.

"Fizemos um bom começo na busca dos objetos que realmente representam um risco de impacto com a Terra", disse Lindley Johnson, responsável pelo Programa de Observação de Objetos Próximos à Terra, desenvolvido pela Nasa.

No entanto, "temos de encontrar muitos e será necessário um grande esforço durante as próximas duas décadas para encontrar todos os que podem causar graves danos ou ser destino das missões espaciais no futuro". EFE
 

Terremoto atinge a Itália e mata seis pessoas

A região do nordeste da Itália, entre as mais industrializadas e povoadas do país, foi sacudida por um forte terremoto na madrugada deste domingo, que causou a morte de pelo menos seis pessoas, deixou dezenas de feridos e destruiu fábricas e monumentos históricos da região de Ferrara.

Segundo um balanço provisório, pelo menos quatro pessoas morreram com os deslizamentos de terra causados pelo terremoto, de magnitude 5,9, cujo epicentro estava a cerca de 10 km de profundidade em Finale Emilia, 36 km ao norte de Bolonia, província de Modena.

Entre os mortos estão quatro operários que pernoitavam nas sedes das fábricas em que trabalhavam. Um deles é um marroquino de 29 anos, que morreu quando um galpão de uma fábrica de poliestireno desabou em Ponte Rodoni di Bondeno, em Modena.

Os outros dois são italianos que trabalhavam em uma fábrica de cerâmica em San'Agostino, Ferrara.

Um deles, Nicola Cavicchi, de 35 anos, "queria passar o domingo no mar, mas como ia chover aceitou substituir um colega doente", seus parentes contaram à imprensa local.

O corpo de um quarto operário, que estava dentro de uma ferraria, foi encontrado pelos bombeiros entre os escombros da fábrica Tecopress de Ferrara.

Outras duas pessoas, uma senhora de mais de cem anos e uma mulher de 37 anos, de nacionalidade alemã, morreram de ataque do coração causado pelo pânico.

Cerca de 50 pessoas ficaram feridas na região de Ferrara, apesar de nenhuma com gravidade. O terremoto foi sentido em todo o nordeste da península.

Estragos

As primeiras imagens difundidas pelas televisões italianas, mostravam casas semi-destruídas, escombros nas estradas, torres antigas e igrejas com rachaduras e moradores nas ruas.

Para tranquilizar a população, as autoridades confirmaram a realização das eleições administrativas locais nas cidades de Piacenza, Parma, Budrio e Comacchio.

Fonte: http://www.band.com.br/noticias/mundo/noticia/?id=100000504773

terça-feira, 15 de maio de 2012

SBT Reporter: Fim do mundo parte 1

Você acredita que o mundo vai acabar? O SBT Repórter desta segunda, 14 de maio, investigou as profecias em torno da questão. César Filho e sua equipe reencontraram Domingos Yezzi, que diz receber mensagens de extraterrestres. O paranoramal, que fez previsões na virada do século, diz que agora o fim está próximo.

Saiba ainda como as cidades de São Paulo, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul estão se preparando para o fim do mundo, caso o fato aconteça.

LinkWithin

´ Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...